Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

sábado, 14 de julho de 2018

A Renovação Carismática Católica

"A raiz desse absurdo é o falso entendimento de que uma experiência emocional sempre acompanha a concessão de uma graça - ou que pelo menos faz parte da "liberação da graça""

quarta-feira, 11 de julho de 2018

terça-feira, 10 de julho de 2018

Santa Maria Goretti


“Esta menina de 12 anos incompletos preferiu morrer cruelmente do que perder sua pureza virginal. Pio XII afirma ser ela “o fruto de lar cristão, onde se reza, se educam cristãmente os filhos no santo amor de Deus, na obediência aos pais, no amor à verdade, na honestidade e na pureza”. Exemplo para todas as meninas e adolescentes”

segunda-feira, 9 de julho de 2018

O CRISTÃO LÍQUIDO É AMORFO

“Vi, então, um grande trono branco e aquele que nele se assentava. Os céus e a terra fugiram de sua face... Vi os mortos, grandes e pequenos, de pé, diante do trono. Abriram-se livros, e ainda outro livro, que é o livro da vida. E os mortos foram julgados conforme o que estava escrito nesse livro, segundo as suas obras... Todo o que não foi encontrado no livro da vida foi lançado ao fogo” (APC 20, 11-15).

domingo, 8 de julho de 2018

sábado, 7 de julho de 2018

A assistência à missa, fonte de santificação


“Quando virem no altar o ministro sagrado elevando para o céu a santa hóstia, não creiam que este homem seja o verdadeiro padre (principal), mas, elevando o pensamento acima daquilo que atinge os sentidos, considerem a mão de Jesus Cristo invisivelmente estendida

quinta-feira, 5 de julho de 2018

Breve crônica da ocupação neo-modernista da Igreja Católica: As novidades conciliares



"Os “Padres do Vaticano II” mandaram para os bancos de réu duzentos e sessenta Papas, de São Pedro Apóstolo a Pio XII, vinte concílios ecumênicos, todos os Padres da Igreja e uma legião de santos e doutores da Igreja, sob a acusação de ter, ao longo de dois mil anos, ensinando ou ao menos deixado ensinar uma doutrina “não conforme a verdade do Evangelho e ao espírito do Cristo”."