Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

domingo, 30 de dezembro de 2012

São Martinho de Braga (séc VI) - Da Correção dos Rústicos (De Correctione Rusticorum)


Martinho de Dume, Martinho Dumiense ou ainda Martinho de Braga (ou Martinho Bracarense) são os vários nomes por que é conhecido Martinho da Panónia, um bispo de Braga e de Dume considerado santo pela Igreja Católica.
Martinho nasceu na Panónia, actual Hungria, no século VI. Estudougrego e ciências eclesiásticas no Oriente. De volta ao Ocidente, dirigiu-se para Roma e para a França, onde visitou o túmulo do seu conterrâneo Martinho de Tours. É tido como o apóstolo dos Suevos, responsável maior pela sua conversão do arianismo ao catoliscismo.
Estabeleceu um mosteiro numa aldeia das proximidades de Braga,Dume, a partir do qual

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

O PLEITO PELA MISSA LATINA


Os argumentos da Nova Liturgia foram elegantemente condicionados, e talvez agora sejam estudados por recomendação. A nova forma da missa foi planejada para empenhar o celebrante e o fiel numa atividade comunal. No passado, o fiel servia a missa em isolamento pessoal, com cada crente fazendo suas preces privadas, ou, na melhor, seguindo as fórmulas no missal. Hoje, o fiel pode aproveitar o caráter social da celebração; estão aprendendo apreciá-la tal quais os almoços comunitários.

domingo, 23 de dezembro de 2012

Curiosidades Natalinas


Por Evaristo Eduardo de Miranda
Quem inventou a árvore de Natal?
O inventor da árvore de Natal foi São Bonifácio, o apóstolo dos germanos ou evangelizador da Alemanha. Ele nasceu na Inglaterra em 672 e faleceu martirizado em 5 de junho de 754. Seu nome religioso, em latim Bonifacius, quer dizer “aquele que faz o bem”, e retoma o mesmo significado do seu nome saxão Wynfrith. Em 718 ele esteve em Roma e o Papa Gregório II enviou-o à Alemanha, com a missão de reorganizar a Igreja. Por cinco anos ele evangelizou territórios que hoje fazem parte dos estados alemães de Hessen e Turíngia. Em 722, foi feito bispo dos territórios da

sábado, 22 de dezembro de 2012

SÃO PACÔMIO - EXORTAÇÃO SOBRE O RANCOR DE UM MONGE


Pacômio, nascido em 292 dC, provinha de família pagã e converteu-se ao Cristianismo quando contava com 20 anos de idade, seguindo educação ascética. Em 320, fundou seu primeiro mosteiro em Tabenesi, na Tebaída (Alto Egito), dando início ao monacato cenobita (comunitário), que perdura até os nossos dias. Morreu em 346, deixando como obras a Regra Monástica [com 194 artigos], diversas exortações a seus monges e 11 cartas a abades e irmãos religiosos.
Nesta página, apresentamos uma de suas exortações aos monges, tratando do perigo do rancor

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

CARTA DE SANTO ATANÁSIO A MARCELINO SOBRE A INTERPRETAÇÃO DOS SALMOS


Tradução: José Carlos Romano

Esta carta foi escrita por volta do ano 350 e trata da exegese e importância dos Salmos.

INTRODUÇÃO
Querido Marcelino, admiro teu fervor cristão: sobrelevas perfeitamente tua atual situação, e, ainda que muito te faça sofrer, não descuidas em absoluto as asceses. Perguntei ao portador de tua carta pelo gênero de vida que levas agora que estás doente e ele me informou que bem dedicas teu tempo à Escritura Santa, tendo, todavia, com maior freqüência o livro dos Salmos entre as mãos, tratando de compreender o

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

São Vicente de Lerins - COMMONITORIUM


O AUTOR
Sabemos pouco sobre a vida de São Vicente de Lerins. Foi um Padre da Igreja do século V. Se possuem escassos dados sobre sua vida; apenas os de uma breve notícia que lhe dedica o marselhês Genádio (De viris illustribus, 64; PL58,1097-98) e os que se desprendem de sua obra mais importante: o Comonitório. Era de origem francesa, ainda que se ignore seu local de nascimento e onde passou sua vida, somente que, se fez religioso uma vez “afugentados os ventos da vaidade e da soberba, aplacando a Deus com o sacrifício da humildade cristã”. Teve um

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Carta de Santa Bernadette Soubirous a Sua Santidade o Beato Pio, em 17 de dezembro de 1876


Santíssimo Padre, eu jamais teria ousado tomar a caneta para escrever a Vossa Santidade, eu, pobre Irmãzinha, se nosso digno bispo, Mons. de Ladoue, não me tivesse encorajado. (…)
Eu temi, de início, ser demasiado indiscreta; depois me veio ao pensamento que Nosso Senhor ama de ser importunado, tanto pelos pequenos quanto pelos grandes, pelo pobre e pelo rico, e que Ele se dá a cada um de nós sem distinção.
Esse pensamento me deu coragem e, portanto, não tenho mais medo. Aproximo-me de Vós, Santíssimo Padre, como uma

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

CONCÍLIO TRENTO - Sessão III - A PROFISSÃO DE FÉ


CONCÍLIO ECUMÊNICO DE TRENTO
Sessão III
Celebrada no tempo do Sumo Pontífice Paulo III, em 04 de fevereiro do ano do Senhor de 1546

A PROFISSÃO DE FÉ

Decreto sobre o Símbolo da Fé
Em nome da Santa e Indivisível Trindade, Pai e Filho e Espírito Santo, considerando este sacrossanto geral e ecumênico Concílio de Trento, consagrado legitimamente no Espirito Santo e presidido pelos mesmos três

Legados da Sé Apostólica, a grandeza dos assuntos que tem que tratar, em especial dos

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

PARA AQUELES QUE NÃO TÊM MISSAS


Nossa angústia permanece por nossos filhos e amigos exilados de centros tradicionalistas nos quais a Missa tradicional é preservada; aqueles que são obrigados, por circunstâncias várias, a viver longe de padres tradicionalistas e de sacramentos; nossa angústia perene por milhões de fiéis católicos (ou já ex-católicos) que perderam há muitos anos o contato com ambientes de fé e sacramentos preservados, sobretudo pela observância tradicional, por padres formados como sempre o foram pela Igreja Católica, idêntica a si mesma pelos séculos afora, essa angústia que nos acompanha

domingo, 16 de dezembro de 2012

O Martírio de Santo André, apóstolo


Quando começou o julgamento, Egeas (governador romano) tinha dito: "Es tu aquele Andre que derruba os templos de nossos deuses, e mete tolices na cabeça dos simples, para que abracem essa religião supersticiosa, contra a qual os imperadores deram ordens as mais severas ?"

André: "Estas ordens foram dadas por imperadores que desconhecem a verdade; desconhecem a Jesus Christo, o Filho de Deus, que veio a este mundo para salvar os homens; são deuses, mas abjetos demonios."

sábado, 15 de dezembro de 2012

PAPA ALEXANDRE VII - "Sollicitudo Omnium Ecclesiarum" - SOBRE A IMACULADA CONCEPÇÃO DA SANTÍSSIMA VIRGEM


| Constituição Apostólica |

| "Sollicitudo Omnium Ecclesiarum" |
Sua Santidade Alexandre VII

SOBRE A IMACULADA CONCEPÇÃO DA SANTÍSSIMA VIRGEM
De 8 de dezembro de 1661



Veneráveis irmãos: Saudações e bênçãos apostólicas


1.- Solicitação do Papa Alexandre pela integridade da doutrina católica

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Das Atas do martírio dos santos Justino e seus companheiros


Aqueles homens santos foram presos e conduzidos ao prefeito de Roma, chamado Rústico.

Estando eles diante do tribunal, o prefeito Rústico disse a Justino: “Em primeiro lugar, manifesta tua fé nos deuses e obedece aos imperadores”. Justino respondeu: “Não podemos ser acusados nem presos, só pelo fato de obedecermos aos mandamentos de Jesus Cristo, nosso Salvador”.

Rústico indagou: “Que doutrinas professas?” E Justino: “Na verdade, procurei

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Nossa Senhora de Guadalupe - no Nican Mopohua o mais antigo documento sobre a aparição.


As Aparições e o Milagre
Todos os escritos narrados sobre as aparições da Nossa Senhora de Guadalupe são inspirados no Nican Mopohua, ou Huei Tlamahuitzoltica, escrito em Nahuatl, a linguagem Azteca, pelo Índio erudito Antônio Valeriano em meados do século XVI.
Infelizmente o original deste trabalho não foi achado. Uma cópia foi primeiramente publicada em Nahuatl por Luis Lasso de la Vega em 1649. Isto é o que nós veremos aqui.
Segue-se aqui uma tradução para o Português:

Dez anos depois da tomada da Cidade do México, a guerra chegou ao fim e houve uma paz entre os povos. Desta maneira começou a brotar a fé, o conhecimento do Deus

Ato de Consagração a Nossa Senhora – São Luís Maria Grignion de Montfort

Ó Sabedoria Eterna e Encarnada! Ó amabilíssimo e adorável Jesus, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, Filho único do Pai Eterno e de Maria sempre Virgem!

Eu vos adoro profundamente no seio e nos esplendores do vosso Eterno Pai, durante a eternidade, e no seio de Maria vossa Mãe Santíssima, no tempo de vossa Encarnação.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

A Virgem de Guadalupe: Desafio à ciência moderna


Para o ateu moderno, acostumado a dar valor só ao que julga provado pela ciência, o milagre de Guadalupe, no México, é no mínimo constrangedor. Pois a ciência prova que houve milagre!

Atenágoras de Atenas (séc.II) - Petição em favor dos cristão.


Atenágoras de Atenas (séc.II)
Petição em favor dos cristão.
________________________________________

Estrutura da petição

A Petição está, portanto, assim estruturada: caps. 1- 3 constituem uma introdução contendo a dedicatória e o objetivo da obra. No capo 4, o autor passa a refutar as acusações. A primeira é a de ateísmo. Atenágoras emprega 26 dos 37 capítulos da Petição para refutar esta acusação. Em síntese, ele diz: os cristãos não são ateus, mas adoram o Deus único, criador do universo. O Deus dos cristãos é único, mas, também, trino. No cap., 10, demons- trando racionalmente a unicidade de Deus, busca esclarecer o novo conceito de Deus uno-trino: "O

domingo, 9 de dezembro de 2012

Epístola a Diogneto - Anônimo (séc. II).


Um pagão culto, desejoso de conhecer melhor a nova religião que se espalhava pelas províncias do império romano, impressionado pela maneira como os cristãos desprezavam o mundo, a morte e os deuses pagãos, pelo amor com que se amavam, queria saber: que Deus era aquele em quem confiavam e que gênero de culto lhe prestavam; de onde vinha aquela raça nova e por que razões apareceram na história tão tarde.
Foi para responder a estas e outras questões de igual importância que nasceu esta jóia da literatura cristã primitiva, o escrito que conhecemos como Epístola a Diogneto.
O texto se revela, simultaneamente, como crítica do paganismo e do judaísmo e defesa da superioridade do

sábado, 8 de dezembro de 2012

Papa Pio IX - "Ineffabilis Deus" - SOBRE A IMACULADA CONCEIÇÃO



"Ineffabilis Deus"
Sua Santidade Pio IX
Epístola apostólica de Pio IX
De 8 de dezembro de 1854
SOBRE A IMACULADA CONCEIÇÃO (Concepção)

8 DE DEZEMBRO - SOLENIDADE DA IMACULADA CONCEIÇÃO DE NOSSA SENHORA (FESTA DE PRECEITO)



Tota pulcra és! Toda sois formosa, Ó Maria, e em vós não há mácula original". Essa exclamação que a Santa Igreja coloca nos nossos lábios é bem o grito da humanidade inteira, que traz consigo, gravadas na sua carne, as conseqüências funestas do pecado diante da pureza imaculada de Maria a Mãe do Verbo de Deus. Maria traz consigo todas as graças de santidade e fez assim da sua alma, que ilibou do pecado, digna da morada do filho de Deus.

Esta redenção total que assim preservou a Virgem, desde a Conceição, da mancha das conseqüências do pecado de Adão, não deve separar-se da nossa própria redenção. A festa da Imaculada anuncia, no coração do Advento, os esplendores da Encarnação Redentora. A festa que hoje celebramos e que foi instituída por Pio IX, trata-se da confirmação do

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

CONCÍLIO DE ELVIRA - Os 81 Cânones


CONCÍLIO DE ELVIRA


O Concílio de Elvira foi um concílio regional celebrado no início do século IV em Elíberis ou Ilíberis (Elvira), uma antiga cidade da Hispânia romana. As ruínas de Elvira localizam-se próximo à atual Granada.
Foi o primeiro concílio celebrado na Hispânia, e foi atendido por 19 bispos de toda a Península Ibérica. A data de realização não é conhecida com certeza, com as estimativas abrangendo desde o ano de 303 até 324. O prelado mais notável a assistir o concílio foi Ósio de Córdova (c. 257-359 - ver aqui também), uma das mais importantes figuras do Cristianismo da época. Pouco se sabe dos outros bispos presentes no concílio. Através do documento final do concílio sabe-se o nome de alguns bispos de cidades que actualmente  encontram-se em Portugal, como Quinciano de Évora e Vicente de Ossónoba (Faro).

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Epístola de Barnabé - Anônimo (séc. II).


Encontrada nos manuscritos no século passado, no Sinaítico, por Tischendorf, em 1859, e no Gerusolemitano, por Bryennios, em 1875, esta carta não nos fornece o nome de seu autor, nem a data e o local de composição. Foi Clemente de Alexandria quem deu origem à tradição que atribui a autoria desta carta a Barnabé, companheiro e colaborador de São Paulo. Em Stromates 5,63,1-6 e no fragmento Hypotyposes mencionado por Eusébio em História Eclesiástica II,1,4, Clemente diz: “A Tiago, o Justo, a João e a Pedro, o Senhor, após sua ressurreição, transmitiu a gnose, estes a transmitiram aos outros apóstolos e os outros apóstolos aos 70, dos quais um era Barnabé”. A identificação desta carta com o colaborador de São Paulo foi adotada, em seguida, por Orígenes e o argumento aduzido se deve a que a carta fora encontrada entre os escritos do

domingo, 2 de dezembro de 2012

S. Cipriano de Cartago (Séc. II) - Martirio do papa Fabiano


Martirio do papa Fabiano
Por S. Cipriano (Séc. II)
Tradução: Carlos Martins Nabeto
__________________________________________________
Da Carta que São Cipriano enviou aos presbíteros e diáconos de Roma ao tomar conhecimento da morte do Papa Fabiano:

 “Quando era ainda incerta entre nós a notícia da morte desse homem justo, meu companheiro no episcopado, recebi de vós, caríssimos irmãos, a carta que me enviastes pelo subdiácono Cremêncio; por ela fiquei completamente a par da sua gloriosa morte. Muito me alegrei, porque a integridade do seu governo foi coroado com um fim tão nobre.

sábado, 1 de dezembro de 2012

CONCÍLIO DE TRENTO Sessão XIV - OS SACRAMENTOS (Penitência e Extrema-Unção)


CONCÍLIO ECUMÊNICO DE TRENTO
Sessão XIV
Celebrada no tempo do Sumo Pontífice Júlio III, em 25 de novembro do ano do Senhor de 1551


Doutrina do Santo Sacramento da Penitência1
Ainda que o Sacrossanto, Ecumênico e Geral Concílio de Trento reunido legitimamente no Espírito Santo, e presidido pelos mesmos Legados e Núncios da Santa sé Apostólica tenha falado bastante, no decreto sobre a Justificação (Salvação), do sacramento da Penitência (Confissão), com necessidade devido à conexão existente entre ambas as matérias, sem dúvida, é tanta e tão variada a quantidade de erros que