Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Rústico Helpídio (séc. VI) - Carmina

Eva seduzida pelo anjo mau (Gn 3)

Para Eva 
colher o fruto proibido
O Invejoso arma sua enganação
E ela arrasta seu pobre marido
Para o mesmo caminho de perdição.

O Anjo que anunciou a Maria (Lc 1)

O anjo bom, em 
sonho a José,

domingo, 28 de abril de 2013

AS SETE EXCELÊNCIAS DA BATINA

Por Padre Jaime Tovar Patrón
.

1ª RECORDAÇÃO CONSTANTE DO SACERDOTE
.
Certamente que, uma vez recebida a ordem sacerdotal, não se esquece facilmente. Porém um lembrete nunca faz mal: algo visível, um símbolo constante, um despertador sem ruído, um sinal ou bandeira. O que vai à paisana é um entre muitos, o que vai de batina, não. É um sacerdote e ele é o primeiro persuadido. Não pode permanecer neutro, o traje o denuncia. Ou se faz um mártir ou um traidor, se chega a tal ocasião. O que não pode é ficar no anonimato, como um qualquer. E logo quando tanto se fala de compromisso! Não há compromisso quando exteriormente nada diz do que se é. Quando se despreza o uniforme, se despreza a categoria ou classe que este representa.

.

sábado, 27 de abril de 2013

Concílio de Trento - Bula de reinstalação e seções XI e XII

CONCÍLIO ECUMÊNICO DE TRENTO
Bula de Reinstalação do Concílio de Trento

BULA
SOBRE A
REINSTALAÇÃO
DO SAGRADO
CONCÍLIO DE TRENTO
NO PONTIFICADO DE JÚLIO III

sexta-feira, 26 de abril de 2013

CARTA ENCÍCLICA DIVINI ILLIUS MAGISTRI - EDUCAÇÃO CRISTÃ DA JUVENTUDE

CARTA ENCÍCLICA
DIVINI ILLIUS MAGISTRI
DE SUA SANTIDADE
PAPA PIO XI
AOS PATRIARCAS, PRIMAZES,
ARCEBISPOS, BISPOS
E OUTROS ORDINÁRIOS
EM PAZ E COMUNHÃO
COM A SANTA SÉ APOSTÓLICA
E A TODOS OS FIÉIS DO ORBE CATÓLICO

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Santo Tomás de Aquino e São João Damasceno – Os muçulmanos e Maomé

São João Damasceno, Doutor da Igreja, sobre os muçulmanos:

Até o momento a superstição dos ismaelitas, arautos do Anticristo, continua a enganar os povos.
São descendentes de Ismael, filho de Abraão e de Agar; os ismaelitas são também chamados comumente de agarianos.
Eram idólatras, adoravam a estrela Lúcifer e Vênus, que chamavam, Chabar ou grande, até o tempo de Heráclio.
Então levantou-se entre eles um falso profeta, chamado Maomé, que havendo encontrado os livros dos Antigo e Novo Testamentos, e tido contato com um monge ariano, formulou uma heresia nova.
Conseguido o favor de seu povo por uma aparência de piedade, difundiu o rumor que os escritos lhe vinham

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Santo Agostinho - Regra

CAPÍTULO I

Antes de tudo, irmãos caríssimos, amemos a Deus e também o próximo, pois estes são os dois principais mandamentos que nos foram dados. É isto que vos mandamos guardar, a vós que viveis no mosteiro.

Em primeiro lugar, foi para isto que vos reunistes em comunidade: para que habiteis unânimes na mesma casa, tende uma só alma e um só coração em Deus. E não digais "isto me pertence", mas, para vós, tudo seja em comum. O vosso superior distribua a cada de vós o alimento e a roupa, não de um modo igual para todos – pois não tendes todos forças iguais –, mas, antes, a cada um segundo a sua necessidade. Com efeito, ledes nos Actos dos Apóstolos que entre eles tudo era comum, e distribuía-se a cada um conforme a

terça-feira, 23 de abril de 2013

O GOLPE DE MESTRE DE SATANÁS

Nós sabemos pelo Gênesis, e melhor ainda pelo próprio Senhor que Satanás é o pai da mentira. No versículo 44, capítulo 8, do evangelho de São João, Nosso Senhor dirige-se aos Judeus dizendo: “o Diabo é vosso pai e vós quereis cumprir seus desejos. Ele foi homicida desde o princípio, e continua fora da Verdade, porque a Verdade não está nele; sua palavra é mentirosa porque por sua natureza ele mente: pois, com efeito, ele é mentiroso e pai da mentira...”
Satanás é homicida nas perseguições sanguinárias, pai da mentira nas heresias, em todas as falsas filosofias e nas palavras equívocas que estão na base das revoluções, das guerras mundiais e das guerras civis.
Ele não cessa de atacar Nosso Senhor em seu Corpo místico: a Igreja. No curso da História, empregou todos os meios, sendo um dos últimos e dos mais terríveis o da apostasia oficial das sociedades civis. O

domingo, 21 de abril de 2013

Santo Agostinho - O reino de Cristo até o fim do mundo


(Santo Agostinho de Hipona; Tratado sobre o Evangelho de São João 115,2-5 [CCL 36,644-646]).

“Meu reino não é deste mundo”: o Seu reino finca raízes aqui, mas apenas até o fim do mundo. Com efeito, a ceifa é o fim do mundo, quando virão os ceifadores, isto é, os anjos, e arrancarão do Seu reino todos os corruptos e ímpios, o que não seria possível se o Seu reino não estivesse aqui. E, ainda assim, [o Seu reino] não é daqui, pois encontra-se no mundo como peregrino. Por isso, diz em seu reino: “Não sois do mundo, pois Eu vos escolhi retirando-vos do mundo”. 

Assim, eram do mundo enquanto não eram do Seu reino; logo, pertenciam ao príncipe do mundo. Portanto, é do mundo tudo o que no homem foi criado, sim, pelo Deus verdadeiro, mas que foi gerado da estirpe

sábado, 20 de abril de 2013

Suger, abade de Saint Denis: não poupar arte nem riqueza no culto sagrado

O Abade Suger (1081-1151) foi abade de Saint-Denis (França), desde 1122 até sua morte.
Hábil diplomata, foi conselheiro de Luís VI e de Luís VII e Regente durante a Segunda Cruzada. Foi chamado de “pai da monarquia francesa”.
 
O abade Suger aos pés de Jesus Cristo, 
vitral da abadia de Saint-Denis
Suger formulou uma justificação filosófica para a vida e a arte, notadamente para suas realizações arquitetônicas. Compartilhando o sentir medieval, ele concebia os monumentos como obras de teologia.
O abade Suger foi grande teólogo, poeta, patrono das artes e organizador das funções litúrgicas.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

19 de abril dia do Exército - Batalha de Guararapes

Quadro de 1758 de autor desconhecido retratando a batalha de Guararapes.Peça votiva conhecida como "Batalha dos Guararapes", que registra um pedido relacionado à origem da Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres do Monte de Guararapes, no Recife, formulado durante uma das maiores batalhas ocorridas na época colonial, e que significou a perda pelos holandeses do controle do território pernambucano fora do Recife. Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Batalha_dos_Guararapes

Santo Agostinho - Sermão 75

Nós sofremos com a agitação das ondas, mas é o Senhor que nos transporta.

Dos Sermões de Santo Agostinho, bispo.

Em tudo aquilo que faz, o Senhor nos ensina como viver aqui na terra. Não há ninguém neste mundo que não seja viajante, ainda que nem todos desejem voltar à pátria. Sofremos com as ondas e as tempestades que decorrem da viagem. Mas, pelo menos, permanecemos na barca. Pois, se há perigo até dentro da barca, fora da barca a morte é inevitável! Aquele que nada em alto mar pode ter braços muito possantes; contudo, cedo ou tarde, vencido pela imensidão das águas, é por elas tragado, e desaparece. Assim, é necessário permanecer na barca, isto é, ser transportado pelo lenho, para poder atravessar o mar. Esse

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Afraates (?-c. 345), monge e bispo: Escritos

Afraates (?-c. 345), monge e bispo

Afraates ou Afrates (do Grego: Aφραάτης: Aphraates; Persa: فرهاد: Aphrahat, Aphrahas, Arhadh ou Pharhad e siríaco:ܐܦܪܗܛ), anacoreta persa que ficou conhecido pelos seus escritos e se tornou santo da Igreja Católica.
Poucos dados biográficos desse que ficou conhecido como hakkimis artaya, "o Sábio Persa", chegaram até nós. Sabe-se que nasceu de pais pagãos, muito provavelmente na fronteira do Império Persa, na segunda metade do século III. Após sua conversão ao Cristianismo ele abraçou a vida religiosa e asceta sendo posteriormente elevado ao episcopado quando assumiu o nome cristão de Jacó.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Respostas Irrefutáveis às objeções dos protestantes - Pe Júlio Maria de Lombaerde [Capítulos I e II]

Luz nas Trevas - Respostas Irrefutáveis às objeções dos protestantes - Pe Júlio Maria de Lombaerde [Capítulos I e II]

CAPÍTULO I

O QUE É UM PROTESTANTE

A definição não é fácil, porque o protestantismo, pela sua divisão e sua adaptação a todos os erros, é uma heresia que muda de forma e de fundo, conforme a situação e os países onde se implanta.
O sábio Webster define-o, dizendo que um protestante é um cristão que protesta contra as doutrinas e

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Garotas na Universidade

Nota do blogue: Agradeço muito a amiga Andrea do blogue Maria Rosa pela tradução desse texto. Importantíssima tradução!

Por Bispo Richard Wiiliamson
Traduzido por Andrea Patricia

Winona, 1 de setembro de 2001

Caros Amigos e Benfeitores,

domingo, 14 de abril de 2013

Pe. João Batista de A. Prado Ferraz Costa - A Igreja e a pobreza

Nestes últimos dias voltou à baila um tema que esteve muito em voga nos anos sessenta e setenta: a Igreja e a pobreza. Era um assunto candente naquele clima de reformismo após o Vaticano II.
Era adolescente, então, e presenciei a vulgarização da liturgia e o despojamento das antigas e belas igrejas a pretexto de prática da pobreza evangélica. Lembro-me de freiras  e padres dizendo que não queriam mais trabalhar para a burguesia e por isso tinham tomado a decisão de fechar seus tradicionais colégios. Dilapidaram o patrimônio da Igreja, os antigos prédios onde funcionavam os colégios e coventos, e foram os religiosos aggiornati viver em comunidades de base. Vi essa tragédia em Jahu, SP, cidade herdeira de gloriosas tradições católicas da fidelíssima Itú. Diga-se de

sábado, 13 de abril de 2013

O homem, este produto descartável

Paulo Oliveira

Os produtos descartáveis são uma apoteose na sociedade contemporânea, devido à sua praticidade e à possibilidade de manter-se sempre atualizado, no caso de aparelhos telefônicos e eletrônicos em geral. Desta forma, a fralda, o copo, o telefone, o computador e até mesmo as roupas e os calçados e uma série de outras coisas tornam-se descartáveis. Já não é tão importante cuidar das coisas, bastar comprar outras.
E o homem, até que ponto é descartável? Quantas pessoas estão sendo tratadas como produtos descartáveis ou até mesmo jogadas fora, em certos casos, por motivos banais? Isso tem certa gravidade quando ocorre no nível subjetivo, ou seja, de pessoa

sexta-feira, 12 de abril de 2013

55 ANOS DO VILIPÊNDIO CONCILIAR-ECUMENISTA DA VERDADE, e seus festejados gurus!



O argentino Jorge Bergoglio, agora Francisco, ajoelhado para receber uma «benção» protestante. Foi no dia 19 de junho 2006, no terceiro encontro fraterno da renovada comunhão de evangélicos e «católicos» no Luna Park de Buenos Aires, Argentina. Estavam presentes com o Arcebispo de Buenos Aires, Bergoglio e o Pregador da Casa Pontifícia, p. Raniero Cantalamessa. O ápice do encontro foi quando o cardeal caiu em joelhos para ser benzido por diversos pastores protestantes presentes, como está na foto. Nota-se o pastor protestante Carlos Mraida com a mão sobre a cabeça de Begoglio, à esquerda de Mraida na foto está o pastor Norberto Saracco da Igreja pentecostal da

quinta-feira, 11 de abril de 2013

O Que há de Errado com a Jornada Mundial da Juventude?

Por Marian T. Horvat*
Traduzido por Andrea Patrícia

Parece tão bom e saudável - jovens reunidos para saudar o Papa, celebrar sua fé Católica e aprender mais sobre ela para evangelizar os outros. O que poderia haver de errado com a Jornada Mundial da Juventude lançada por João Paulo II em 1985 em Roma, e repetida 18 vezes mais em cidades ao redor do mundo? Em 1993, os EUA organizou uma Jornada Mundial da Juventude em Denver. Em julho de 2002, o Canadá teve sua vez, em Toronto.a 

Tenho falado frequentemente com os pais com "dúvidas" sobre a JMJ. Mas, certamente, eles

quarta-feira, 10 de abril de 2013

PROFECIAS: O Terceiro Segredo de Fátima

Postado por Resistência Católica 
DIA 19 DE MARÇO: Dia de São José, o Patrono da Igreja e dia, também e infelizmente, da posse do Presidente das "Igrejas Católicas Reunidas na Caridade". Vale a pena relembrar o

O TERCEIRO SEGREDO DE FÁTIMA

Naquele 5 de maio de 1917, ao invocar a intercessão da Santíssima Virgem Maria, suplicando-lhe pela paz, certamente o Papa Bento XV não fazia ideia de que seu pedido seria prontamente atendido apenas oito dias depois.
Quando o Papa suplicou, a Santíssima Virgem respondeu.

terça-feira, 9 de abril de 2013

O vergonhoso Decreto "UNITATIS REDINTEGRATIO" - Sobre o ecumenismo

DECRETO - UNITATIS REDINTEGRATIO
SOBRE O ECUMENISMO

PROÉMIO

Natureza do movimento ecuménico
1. Promover a restauração da unidade entre todos os cristãos é um dos principais propósitos do sagrado Concílio Ecuménico Vaticano II. Pois Cristo Senhor fundou uma só e única Igreja. Todavia, são numerosas as Comunhões cristãs que se apresentam aos homens como a verdadeira herança de Jesus Cristo. Todos, na verdade, se professam discípulos do Senhor, mas têm pareceres diversos e caminham por rumos

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Santo Agostinho - A forma como escutais

«Que cada um esteja sempre pronto para escutar, mas lento para falar» (Ti 1,19). Sim, irmãos, digo-vos francamente…, eu que muitas vezes vos falo a vosso pedido: a minha alegria é sem mancha quando me sento entre os ouvintes; a minha alegria é sem mancha quando escuto e não quando falo. É então que eu saboreio a palavra com toda a segurança; a minha satisfação não é ameaçada pela vanglória. Quando estamos sentados sobre a pedra sólida da verdade, como se recearia o percipício do orgulho? «Escutarei, diz o salmista, e encher-me-ás de alegria e de júbilo» (Sl 50,10). Nunca fico mais alegre do que quando escuto; é o nosso papel de ouvinte que nos mantém numa atitude de humildade.

Pelo contrário, quando tomamos a palavra… precisamos de uma certa retenção; mesmo se não cedo ao orgulho, tenho medo de o fazer. Mas, se escuto, ninguém pode roubar a minha alegria (Jo 16,22) porque

domingo, 7 de abril de 2013

CONCÍLIO DE TRENTO - Sessões VIII; IX e X

CONCÍLIO ECUMÊNICO DE TRENTO
Sessão VIII
Celebrada no tempo do Sumo Pontífice Paulo III, em 11 de março do ano do Senhor de 1547


TRANSFERÊNCIA DO SACROSSANTO CONCÍLIO DE TRENTO PARA BOLONHA

Bula para poder transferir o Concílio
Paulo Bispo, servo dos servos de Deus: a nosso venerável irmão Juan Maria, Bispo de Palestina, e a nossos amados filhos Marcelo, Presbítero do título de Santa Cruz em Jerusalém, e Reginaldo, diácono do título de

sábado, 6 de abril de 2013

A liberdade dos rebanhos na fartura dos pastos

Paulo Oliveira

Encher a barriga com alimentos comprados com o dinheiro do Bolsa-Família, preencher a mente com os livros comprados com o dinheiro do Vale-Cultura, comprar um carro zero devido à redução do IPI e colocá-lo na garagem da casa conquistada pelas facilidades do Minha Casa, Minha Vida: eis a alegria do brasileiro nos dias de hoje! Tais ações, próprias de governos socialistas, fazem com que o homem entregue sua liberdade ao Estado, pois, neste caso, é este que garante sua abastança.
No entanto, segundo o bispo e filósofo Fulton Sheen, “é falso identificar a liberdade com a abastança material, pois tal liberdade é a liberdade dos rebanhos na fartura do pasto. [...] A liberdade não consiste na abundância material dos bens possuídos pelo homem”. (SHEEN, 1956, p. 51). O autor explica que “a

sexta-feira, 5 de abril de 2013

CUIDADO PARA ONDE E COMO VOCÊ OLHA

Fonte: Sagrado Coração de JESUS

Quase todas as paixões que se revoltam contra nosso espírito têm sua origem na liberdade desenfreada dos olhos, pois os olhares livres são os que despertam em nós, de ordinário, as inclinações desregradas.

“Fiz um contrato com meus olhos de não cogitar sequer em uma virgem”, diz Jó (Job 31, 1). Mas, por que diz ele de não pensar sequer em uma virgem?

Não parece que deveria dizer: Fiz um contrato com meus olhos de não olhar sequer?

quinta-feira, 4 de abril de 2013

A PROPÓSITO DAS CANONIZAÇÕES DO PAPA JOÃO PAULO II

Estudos sérios sobre a questão das canonizações


Apresentação de D. Lourenço Fleichman

Que algumas canonizações atuais deixam perplexos os católicos, tanto no ambiente tradicional como mesmo entre muitos oficialistas, todos já sabem. De um modo geral, o que se ouve nas conversas e discussões sobre este assunto são afirmações de opiniões, ou petições de princípio. O Papa é infalível nas canonizações, logo, não haveria com o que se preocupar. Se João XXIII ou Escrivá de Balaguer não parecem santos em suas vidas, seria unicamente por erro de avaliação de alguns católicos sectários e exagerados.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

A subversão da Igreja, operada por um Concílio

Billot é ainda mais preciso: manifesta seu temor de ver o concílio manobrado (sic) pelos piores inimigos da Igreja, os modernistas, que já se preparam, como demonstram certos indícios, para introduzir a revolução na Igreja, um novo 1789..  Dom Marcel Lefebvre

E, em outra parte, diz que no Vaticano II “a Igreja teve pacificamente sua Revolução de Outubro” Yves Congar

O Concílio Vaticano II, é a Revolução Francesa na Igreja. Cardeal Suenens (Hans Kung, tem opinião similar).

terça-feira, 2 de abril de 2013

SANTO AGOSTINHO: SERMÃO SOBRE A RESSURREIÇÃO DE CRISTO, SEGUNDO SÃO MARCOS

Autor: Santo Agostinho de Hipona
Fonte: Livro"Antologia dos Santos Padres"
Tradução: Cirilo Folch Gomes

A ressurreição de nosso Senhor Jesus Cristo lê-se estes dias, como é costume, segundo cada um dos livros do santo Evangelho. Na leitura de hoje ouvimos Jesus Cristo censurando os discípulos, primeiros membros seus, companheiros seus porque não criam estar vivo aquele mesmo por cuja morte choravam. Pais da fé, mas ainda não fiéis; mestres - e a terra inteira haveria de crer no que pregariam, pelo que, aliás, morreriam - mas ainda não criam. Não acreditavam ter ressuscitado aquele que haviam visto ressuscitando os mortos. Com razão, censurados: ficavam patenteados a si mesmos, para saberem o que seriam por si mesmos os

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Hermenêutica da continuidade - Pio VI: A liberdade religiosa, é um “direito monstruoso”

Pio VI: A liberdade religiosa, é um “direito monstruoso”
Breve "Quod aliquantum" - PIO VI

     O efeito necessário da Constituição decretada pela Assembléia é aniquilar a religião católica e, com ela, a obediência devida aos reis.
     Com este propósito ela estabelece como um direito humano na sociedade essa liberdade absoluta, que não só assegura o direito de permanecer indiferente às opiniões religiosas, como também concede plena autorização para livremente pensar, falar e escrever, e até mesmo imprimir tudo o que qualquer um queira em matéria religiosa, inclusive as mais desordenadas idéias.
     Não obstante, é um direito monstruoso, o que a Assembléia reivindica como resultado da igualdade e da