Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Documentos do Concílio de Trento


CONCÍLIO DE TRENTO - Finalização do Concílio Ecumênico de Trento - Aclamações dos Padres ao Término do Concílio - Confirmação do Concílio de Trento

CONCÍLIO ECUMÊNICO DE TRENTO
Finalização do Concílio Ecumênico de Trento

I. Que os decretos do Concílio devam ser recebidos e observados:
Tem sido tão grande a calamidade destes tempos e tão arraigada a malícia dos hereges que não houve acerto de nossa fé, por mais claro, constante e certo que tenha sido, aos que instigados pelo inimigo da linhagem humana, contaminado com algum erro. Devido a isso, o Sagrado Concílio procurou ante todas as coisas condenar a excomungar os principais erros dos hereges de nosso tempo, e explicar e ensinar a doutrina verdadeira e católica, como efetivamente condenou e excomungou e definiu.

terça-feira, 30 de julho de 2013

Sobre o Papa e a Sucessão

São Cipriano (†258), bispo de Cartago, defensor da unidade da Igreja: 

“O Senhor diz a Pedro: “Eu te digo que és Pedro e sobre esta pedra edificarei minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão sobre ela. Dar´te´ei as chaves do reino dos céus... O Senhor edifica a sua Igreja sobre um só, embora conceda igual poder a todos os apóstolos depois de sua ressurreição, dizendo: “Assim como o Pai me enviou, eu os envio. Recebei o Espírito Santo, se perdoardes os pecados de alguém, ser´lhes´ão perdoados, se os retiverdes, ser´lhes´ão retidos. No entanto, para manifestar a unidade, dispõe por sua autoridade a origem desta mesma unidade partindo de um só. Sem dúvida, os demais apóstolos eram, como Pedro, dotados de igual participação na honra e no poder; mas o princípio parte da unidade para que se demonstre ser única a Igreja de Cristo... Julga conservar a fé quem não conserva esta unidade da Igreja? Confia estar na Igreja quem se opõe e resiste à Igreja? Confia estar na Igreja, quem abandona a cátedra de Pedro sobre a qual está fundada a Igreja?” ( Sobre a Unidade da Igreja ).

segunda-feira, 29 de julho de 2013

sábado, 27 de julho de 2013

Coronel do Exército afirma que o Brasil está a três passos da GUERRA CIVIL

Os rumos que seguimos apontam para a probabilidade de guerra intestina.


Falta ainda homologar no Congresso e unir as várias reservas indígenas em uma gigantesca, e declarar sua independência. Isto não poderemos tolerar. Ou se corrige a situação agora ou nos preparemos para a guerra.
Quase tão problemática quanto a questão indígena é a quilombola. Talvez desejem começar uma revolução comunista com uma guerra racial.
O MST se desloca como um exército de ocupação. As invasões do MST são toleradas, e a lei não aplicada. Os produtores rurais, desesperançados de obter justiça, terminarão por reagir. Talvez seja isto que o MST deseja: a convulsão social. Este conflito parece inevitável.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

AS SETE ORDENS


A Igreja e seus mandamentos
Por Monsenhor Henrique Magalhães
Editora Vozes, 1946

AS SETE ORDENS - 26 de Julho de 1940

O Concílio Tridentino definiu que na Igreja Católica há uma hierarquia estabelecida por ordenação divina, que consta de Bispos, Presbíteros e ministros. Também definiu que há outras ordens maiores e menores, por meio das quais se tende ao sacerdócio.[1]

quinta-feira, 25 de julho de 2013

HERESIAS - Jansenismo, inspiração para o CVII?

O Jansenismo foi uma heresia que surgiu na França e Bélgica, no século XVII e se desenvolveu no século XVIII.

Ela tem esse nome porque a seita seguia as idéias do Bispo de Yprès, Jansênio, que escreveu um livro intitulado Augustinus, onde dizia que os homens já nasciam predestinados ao céu ou ao inferno, nada podendo mudar esse destino. Ele afirmava ter entendido totalmente Santo Agostinho de uma forma que a Igreja ainda não tinha compreendido, porém com receio de Roma, por algum tempo permaneceu apenas amadurecendo suas idéias. 


quarta-feira, 24 de julho de 2013

CONCÍLIO ECUMÊNICO DE TRENTO - Sessão XXIII - Sacramento da Ordem

CONCÍLIO ECUMÊNICO DE TRENTO
Sessão XXIII
Celebrada no tempo do Sumo Pontífice Pio IV, em 15 de julho de 1563

Doutrina do Sacramento da Ordem
Verdadeira e católica doutrina do sacramento da Ordem, decretada e publicada pelo Santo Concílio de Trento, na Sessão VII, para condenar os erros de nosso tempo:

Cap. I - Da instituição do sacerdócio da nova lei
O sacrifício e o sacerdócio estão de tal modo unidos por disposição divina que sempre houve um e outro em toda a lei. Tendo pois, recebido a Igreja Católica por instituição do Senhor no Novo Testamento, o

terça-feira, 23 de julho de 2013

Os demônios agem sob a permissão de Deus

Todavia, o demônio não está desprovido de toda utilidade. Se, em relação à Providência, os anjos e os demônios são regidos ao mesmo tempo em que os homens, se, de outro modo, os espíritos celestes vêm em socorro aos homens exilados sobre a terra, nos resta buscar as relações do diabo com os peregrinos deste mundo; nela descobriremos a utilidade dos espíritos malignos.

Sobre os seres terrestres, o diabo possui certo poder; este espírito de iniquidade o usa para tentar as almas, seja atormentando-as pela tribulação temporal, seja ofuscando-as com ilusões miríficas.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Em 1921, o Papa Bento XV condenou o crucifixo retorcido!

 Há uma história conectada com a férula Scorzelli, a da cruz de Albert Servaes (1883-1966). Servaes tinha feito, em 1919, quatorze desenhos em carvão sobre papel branco que 
Crucificação, da via-sacra de Servaes, 1919
representam as estações da Via Crucis impregnados de um forte pathos e uma deformação constante dos corpos em sua expressão de dor extrema. Este é um claro exemplo de "expressionismo" aplicado ao sagrado.

Servaes é um dos artistas da Escola de Laethem, que se caracteriza por uma busca agressiva de um primitivismo "exótico" na escola de Laethem-Saint-Martin, em Flandes. O grupo Laethem, dos quais o expoente mais conhecido é Gustave de Smet, partiu de uma crítica ao Impressionismo, que sentia como demasiado próxima a sensibilidade positivista e incapazes de captar os contrastes e ebulições no caminho da Primeira Guerra Mundial.

sábado, 20 de julho de 2013

Encíclica Mediator Dei - condenação por antecipação da "reforma litúrgica" de Paulo VI

Uma "lei nociva": o "Ordo Missae" ecumênico

Há 30 anos (3 de abril de 1969), o Novus Ordo Missae de Paulo VI sucedeu ao antiqüíssimo e venerável rito romano da Santa Missa.

Pela Festa de Corpus Christi deste mesmo ano, foi apresentado a Paulo VI um Breve exame crítico do "Novus Ordo Missae", precedido duma "Carta" dos cardeais Ottaviani e Bacci, na qual se afirmava: "Os súditos, para o bem dos quais se quer estabelecer uma lei, tiveram sempre, mais do que o direito, o dever de pedir, com confiança filial, ao legislador a ab-rogação da própria lei, quando ela se demonstra ser nociva".


sexta-feira, 19 de julho de 2013

Angústias do pecador moribundo.

Virum iniustum mala capient in interitu – “Do varão injusto se apoderarão os males na morte” (Ps. 139, 12).

Sumário. Desgraçado do pecador que deixa passar o tempo das misericórdias divinas e adia a conversão até à hora da morte! Então o desgraçado se verá cercado de demônios, atormentado pelos remorsos da consciência, com o espírito escurecido e o coração endurecido. Numa palavra, visto que até então ele amou, juntamente e com o pecado, o perigo da condenação, é com justiça que o Senhor permitirá que ele pereça neste perigo, pelo peso da própria malícia. Ah, meu Jesus! Pelo amor de Maria Santíssima livrai-me de tão grande desgraça; quero a todo o custo emendar-me antes que a morte venha.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

CONCÍLIO DE TRENTO - Sessão XXV - O Purgatório/A Invocação e Veneração das Sagradas Relíquias dos Santos e das Sagradas Imagens/Os Religiosos e as Monjas/As Indulgências, a Mortificação, o Índice e o Lugar dos Embaixadores

CONCÍLIO ECUMÊNICO DE TRENTO
Sessão XXV
Celebrada no tempo do Sumo Pontífice Pio IV, em 03 e 04 de dezembro de 1563

Decreto sobre o Purgatório
Tendo a Igreja Católica, instruída pelo Espírito Santo, segundo a doutrina da Sagrada Escritura e da antiga tradição dos Padres, ensinado nos sagrados concílios e atualmente neste Geral de Trento, que existe Purgatório, e que as almas detidas nele recebem alivio com os sufrágios dos fiéis e em especial com o aceitável sacrifício da missa, ordena o Santo Concílio aos Bispos, que cuidem com máximo esmero que a santa doutrina do Purgatório, recebida dos santos Padres e sagrados concílios, seja ensinada e pregada em

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Da qualificação teológica extrínseca do Vaticano II

29.06.2013 – Na Festa dos Apóstolos S.Pedro e S.Paulo 
Arnaldo Xavier da Silveira

O mundo gemeu, admirado por ver-se ariano” (São Jerônimo)

· Para esta avaliação global do Vaticano II, expõem-se os conceitos de qualificação teológica “extrínseca” e de “heretizante”.
· Os fieis têm obrigação de fugir não só da heresia, mas “mesmo daqueles erros que se aproximam mais ou menos da heresia” (Pio XII, Humani Generis).

terça-feira, 16 de julho de 2013

A AVERSÃO AO ESPÍRITO DE SACRIFÍCIO NA PROFECIA DE MALAQUIAS

Arai Daniele
Exprobações aos sacerdotes desviados
“A minha aliança com ele (Levi) foi de vida e de paz; e eu dei-lhe o meu temor, e ele temeu-me, e tremia de medo diante da face do meu Nome. A lei da verdade esteve na sua boca e a iniqüidade não se achou nos seus lábios; andou comigo em paz e em eqüidade, e afastou muitos da iniqüidade. Pois os lábios dos sacerdotes são os guardas da ciência e da sua boca se há de aprender a lei, porque ele é o anjo do Senhor dos exércitos. Mas vós desviaste-vos do caminho e escandalizastes a muitos na (observância) da lei; tornastes nula a Aliança que eu tinha feito com Levi, diz o Senhor dos Exércitos.” (Mal 2, 5-8).

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Maçonismo e Naturalismo - Partes I e II

A maçonaria não é somente uma sociedade que possui adeptos; ela é também um símbolo de doutrinas, que seus adeptos se esforçam por fazer prevalecer a todo preço na esfera social. É à essas doutrinas maçônicas, às mil influências que tentam fazê-las prevalecer, à aplicação variada que fazem dessas doutrinas na vida pública, e, em nossos dias, até na vida privada, que damos o nome de maçonismo. 

Qual é, contudo, e daremos isso agora, o conceito, a ideia fundamental do maçonismo?

O Papa responde, em sua magistral encíclica Humanum genus, nesses termos, que precisam e definem claramente toda a questão: "Os maçons se propõem, e todos seus

sábado, 13 de julho de 2013

Valerá a pena?


Gustavo Corção

TUDO o que venho observando nos caprichos da atualidade, no mundo e na Igreja, leva-me dia a dia, irresistivelmente, à conclusão da mais completa inutilidade de minha obstinação. Ou de minha obsessão. Sim, ao contrário do famoso “homem moderno”, que se habitua a tudo, apelidando de evolucionismo essa passividade por estar sempre disposto a aceitar e a acostumar-se, até quererem todos se acostumar a alguma nova imposição dos acasos — eu vivo fora da época porque sou vagaroso e obsessivo. Para habituar-me ao que fizeram na Igreja, eu precisaria de mais um século de reflexão e de exame de pormenores. Ainda ontem um amigo que me julga em risco de pecar gravemente contra a caridade, nos adjetivos e advérbios, veio prevenir-me de que ando com a obsessão do que escreve Tristão de Athayde. Talvez tivesse razão o amigo que me desaconselhava esses

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Pacto das catacumbas, dos fraticelli a teologia da libertação.

"O Pacto das Catacumbas, como os signatários proclamam, um texto onde alguns membros do clero modernista, presentes no infeliz 2º concilio no Vaticano redigiram proclamando a levarem uma vida de “pobreza”, “renunciando” os símbolos de suas posições, com conotações heréticas.
Texto marxistas teve muita aceitação por parte do clero latino-americano, tendo uma forte influência sobre a teologia da libertação, que surgiria nos anos seguintes, por ai já vemos o quão sem valor é o documento.
A ideia do chamado pacto não é tão nova, ela e a sua cria teologia da libertação, além dos cunho satânicos, se baseiam nos Fraticelli, grupos que nos séculos XIV e XV, repudiaram a autoridade dos seus superiores e da Igreja. Dizendo seguir os exemplos

quinta-feira, 11 de julho de 2013

O PAPA, SUCESSOR DE S. PEDRO


Apologética Católica com o Padre Júlio Maria de Lombaerde, + 1944
(Retirado do Livro "Luz nas Trevas - Respostas irrefutáveis as objeções protestantes".)

                A sexta objeção de tal crente é a de provar que o papa é vigário de Cristo e sucessor de S. Pedro. Nada mais fácil. Não somente um texto, caro crente, mas muitos textos posso citar-lhe em abono desta verdade. Vou provar-lhe claramente, pela história, pelo bom-senso e pela Sagrada Escritura, que o papa é o sucessor legítimo e verdadeiro de S. Pedro e, como tal, depositário de toda primazia, autoridade e poder do mesmo S. Pedro. E depois de ler estas provas, se o amigo tiver sinceridade e bom-senso, será obrigado a reconhecer a verdade provada.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

A ÚNICA MISSA CATÓLICA - SUA VALIDADE, LICEIDADE E BENEFÍCIO

Folheto escrito pelo Abbé de Nantes, CRC Jornal, abril de 1975.

O Santo Sacrifício da Missa não é o primeiro dos sacramentos, mas é certamente o maior. É também o mais abundante, desde há séculos o Sacrifício e Sacramento da Última Ceia e do Calvário tem sido reiterado inúmeras vezes por dia em todo o mundo evangelizado. É o maior dos sete sacramentos e, portanto, a mais necessária e mais sagrada das ações dos homens, porque Cristo é o Soberano Sacerdote, agindo mediatamente através do ministério do sacerdote ordenado, e porque Ele é a vítima e a dádiva, agindo imediatamente através de Seu próprio Corpo e Sangue, real, verdadeira e substancialmente presente no altar.

terça-feira, 9 de julho de 2013

O LIBERALISMO É PECADO – Dom Felix Sardá y Salvany

O Liberalismo – Parte 1

I
Existe hoje algo que se chama Liberalismo?

Certamente: e parecerá ocioso que demoremo-nos na demonstração deste asserto.

A não ser que todos nós, os homens de todas as nações da Europa e da América, regiões principalmente infestadas desta epidemia, tenhamos convencionado enganar-nos e fazer de enganados, existe hoje em dia no mundo uma escola, um sistema, um

segunda-feira, 8 de julho de 2013

PODEMOS SER INSULTADOS, MAS NUNCA REFUTADOS

Publicado por Pro Roma Mariana em junho 26, 2013

Eis um dos comentários insultuosos que recebemos contra a Fé e a Igreja verdadeira, por desconhecê-la ou por confundi-la com a outra, conciliar:

«Para acabar com a corrupção, melhorar saúde e educação só existe uma saída que é colocar “deus” em xeque. A bíblia é uma obra da ditadura romana usada pelos reis para escravizar negros e as demais raças em servidão, logo padres e pastores são traidores do povo e estão á serviços dos reinos europeus. A igreja (reino católico) é uma monarquia absolutista com poder centrado no papa; na verdade Roma é a sede da maçonaria (ordem de malta); todo padre é filosofo e filosofia é

sábado, 6 de julho de 2013

Deus é o bem que faz o paraíso. "Ego ero merces tua magna nimis" (Gen. 15, 1).

Ego ero merces tua magna nimis – “Eu serei tua recompensa infinitamente grande” (Gen. 15, 1).

Sumário. A formosura dos Santos, as harmonias celestiais e todas as outras delícias do céu, são os menores bens desse reino bem-aventurado. O bem que faz a alma plenamente feliz e faz propriamente o céu é o Bem supremo, é Deus, é vê-lo face a face e amá-lo. Ânimo, pois, meu irmão, visto que tão grande recompensa nos aguarda também. Mas, para o conseguirmos, mister é que abracemos de boa vontade as cruzes e tribulações da vida presente, mormente se no passado houvéssemos tido a desgraça de merecer o inferno.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

São Gregório Nazianzeno (329-390) - DOS SERMÕES (OFÍCIO DAS LEITURAS PARA A FESTA DO BATISMO DO SENHOR, LITURGIA DAS HORAS)

(Oratio in sancta Lumina, 14-16. 20:PG 36, 350-351. 354. 358-359)
(Séc. IV)

"Cristo é iluminado no batismo, recebemos com ele a luz; Cristo é batizado, desçamos com ele às águas para com ele subirmos.

João batiza e Jesus se aproxima; talvez para santificar igualmente aquele que o batiza e, sem dúvida, para sepultar nas águas o velho Adão. Antes de nós, e por nossa causa, ele que é Espírito e carne santificou as águas do Jordão, para assim nos iniciar nos sacramentos mediante o Espírito e a água.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

O heróico pequeno exército do Papa

(Revista Catolicismo - Novembro de 2006 )

Os 500 anos da Guarda Suíça Pontifícia atestam sua inquebrantável fidelidade à Igreja; sua dedicação levada ao heroísmo; sua disposição de derramar o sangue, quando necessário, em defesa do Soberano Pontífice.

Paulo Roberto Campos

Coragem e Fidelidade (Acriter et Fideliter) é o lema da Guarda Suíça Pontifícia. Neste ano ela completou seus 5 séculos de fidelidade à Santa Sé, corajosamente servindo como o braço armado e guarda de honra dos sucessores de São Pedro.
Essa multissecular corporação militar foi criada em Roma pelo Papa Júlio II (1503–1513), em 22 de janeiro de 1506. Ocasião em que, depois de longas negociações, o primeiro destacamento de jovens suíços — constituído de 150 valorosos guerreiros considerados os melhores da época — entrava na Cidade Eterna, a fim de formar a guarnição papal, sob o comando de Kaspar von Silenen.

terça-feira, 2 de julho de 2013

São João Crisóstomo (345-407) - Sermões

Em memória de São Basso - Sou manso e humilde de coração 

Ainda hoje Cristo é para nós um Mestre cheio de doçura e de amor. [...] Vede como Ele age. Mostra-Se compassivo para com o pecador que, no entanto, merece as Suas censuras. Aqueles que provocam a Sua cólera deveriam ser aniquilados, mas Ele dirige aos homens culpados palavras cheias de doçura: «Vinde a Mim, tornai-vos Meus discípulos, porque sou manso e humilde de coração». Deus é humilde; o homem é orgulhoso. O juiz mostra-se clemente; o malfeitor arrogante. O artesão profere palavras de humildade; a argila discorre à maneira de um rei (cf Is 29,16; 45,9). «Vinde a Mim, tornai-vos Meus discípulos, porque sou manso e humilde de coração». Ele não traz o chicote para castigar, mas o remédio para curar.

segunda-feira, 1 de julho de 2013

A hermenêutica dos cães e dos porcos


Não lanceis aos cães as coisas santas, não atireis aos porcos as vossas pérolas, para que não as calquem com os seus pés, e, voltando-se contra vós, vos despedacem. Mt 7,6

O Concílio Vaticano II, foi convocado com o intuito de melhor expor a doutrina católica ao homem moderno. Mas se nós abrirmos as páginas do nosso Evangelho, não veremos essa preocupação em Jesus. Veremos sim, ele falando em parábolas para proteger a revelação de cães, lobos e porcos. Faltando está preocupação a Igreja, ela própria, pérola que é, fica desprotegida da ação nociva, destes “animais” nocivos, que acabaram sendo absorvidos no seio da Igreja, pelo culto do homem.