Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

sábado, 28 de dezembro de 2013

O CUSTO ASTRONÔMICO DA IGNORÂNCIA DO BÓSON

A pesquisa multibilionária do CERN sobre o famoso «bóson de Higgs» implica a confissão de uma especial ignorância que deve ser superada.

Mais a questão é aprofundada, mais aflora a certeza da ignorância humana sobre a chave de tudo, que é a Inteligência divina da Criação.

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

OSMARD ANDRADE - FELIZMENTE ESTOU MORRENDO

           
Leio no “Estadão” de hoje, 14 de dezembro, página 12, notícia que me atinge como um soco no estômago: “A Escola Estadual Presidente Emilio Garrastazu Médici passou a chamar-se Escola Estadual Guerrilheiro Carlos Mariguella”.          
 Parece  que estamos chegando ao fim e a República Federativa do Brasil também mudará de nome: seremos República Popular Democrática do Brasil, que este é o apelido usual de todos os países comunistas à volta do mundo.
           Passado o impacto, obrigo-me a uma volta ao passado. Como dizia Augusto dos Anjos, “sou uma ameba, venho de outras eras...”. Era ginasiano em 1937 quando Getúlio Vargas implantou o “Estado Novo” e
espancou os comunistas que, à soldo de Moscou, tentavam criar na América do Sul

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

O Natal nunca foi uma festa pagã

Por Marian T. Horvat
Traduzido por Andrea Patricia


Nesta época do ano nós somos bombardeados com propaganda anticatólica questionando o abençoado dia do nascimento de Cristo como 25 de dezembro. Dizem-nos com arrogância que essa data era originalmente uma festa pagã. A Igreja Primitiva teria “escolhido” esta data para “Cristianizar” uma festa romana do sol. De acordo com essa teoria, a data do Natal foi estabelecida somente no século IV, quando nós temos a primeira evidência da Natividade sendo celebrada em Roma em 336. A conclusão: as origens do Natal são pagãs, e nós não sabemos realmente a data do nascimento do Salvador da humanidade.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

A Heresia Anti-litúrgica


“É, portanto, apenas dentro da verdadeira Igreja que pode fermentar a heresia anti-litúrgica, ou seja, aquela heresia que surge como inimiga das formas de culto. Somente onde há algo para demolir o gênio da destruição tentará introduzir o veneno”.

sábado, 21 de dezembro de 2013

O direito moderno e a realeza social de Nosso Senhor Jesus Cristo

Plinio Corrêa de Oliveira
Catolicismo Nº 22 - Outubro de 1952
"Não queremos que Ele reine sobre nós!" "Não temos outro rei senão César!" Eis os termos pelos quais os judeus repudiaram a Realeza de Nosso Divino Salvador. E eis os termos segundo os quais ainda hoje se desenrola a luta: "O inimigo é o paganismo da vida moderna, as armas são a propaganda e o esclarecimento dos documentos pontifícios. O tempo da batalha é o momento atual. O campo de batalha é a oposição entre a razão e a sensualidade, entre os caprichos idolátricos da fantasia e a verdadeira revelação de Deus, entre Nero e Pedro, entre Cristo e Pilatos. A luta não é nova; é novo, somente, o tempo em que ela se desenrola" (Cardeal Pacelli em discurso ao Congresso dos Jornalistas Católicos).

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

PEQUENO CATECISMO SOBRE O CONCÍLIO VATICANO II.

Por um Noviço do Mosteiro da Santa Cruz
Primeira Parte                                

1 - O QUE FOI O CONCÍLIO VATICANO II?

O Concílio Vaticano II foi o 21 Concílio Ecumênico da história da Igreja Católica e segundo que se fez no Vaticano, realizado de 1962 a 1965. Foi, em numero de participação, a maior concentração de Padres Conciliares reunidos na Basílica de São Pedro. Mas quantidade não é sinônimo de qualidade, tão pouco de verdade. Pois esse Concílio foi à vitória do Modernismo[1].

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Escapulário Marrom de Nossa Senhora do Carmo

Segundo a Tradição no dia 16 de julho, há 750 anos, o mais extraordinário penhor de salvação jamais dado ao homem — o Escapulário do Carmo — era entregue a São Simão Stock.

Segundo ele próprio relatou ao Pe. Pedro Swayngton, seu secretário e confessor, de repente “a Virgem me apareceu em grande cortejo, e, tendo na mão o hábito da Ordem, disse-me: ‘Recebe, diletíssimo filho, este Escapulário de tua Ordem como sinal distintivo e a marca do privilégio que eu obtive para ti e para todos os filhos do Carmelo; é um sinal de salvação, uma salvaguarda nos perigos, aliança de paz e de uma proteção sempiterna. Quem morrer revestido com ele será preservado do fogo eterno’...”. 
A partir da Aparição de Nossa Senhora a São Simão Stock, esta devoção Mariana foi se espalhando por toda parte e tornando-se uma devoção muito popular.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

A Imagem e as previsões de Nossa Senhora do Bom Sucesso

Há mais de 400 anos, no Equador, a Virgem Santíssima anunciou:
"Eu serei especialmente conhecida no século XX"
Diogo Waki

Ainda pouco conhecida no Brasil, comemora-se a 2 de fevereiro uma invocação das mais insignes da mariologia.
O homem moderno está acostumado a acreditar apenas naquilo que vê, e habituado a considerar as pessoas não pelo que são, mas por aquilo que fazem. Para ele talvez seja difícil entender a exaltação da vida apagada de clausura, de sacrifícios e orações, na qual muitas vezes a Providência faz suas maiores revelações
Madre Mariana de Jesus Torres, uma das

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Quem te ocupa mais? A glória de Deus ou seus interesses?

Excerto retirado do Manual da Almas Interiores
Compêndio de Opúsculos Inéditos
Pe. Grou
Livro de 1932 - 428 págs

Do Aniquilamento
O meu ser está diante de Vós como o que não é. (David)

Quando nos falam de renunciarmos a nós mesmos, de aniquilar-nos; quando nos dizem ser esse o fundo da moral cristã, consistir nisso a adoração em espírito e verdade, tal palavra nos parece dura e até injusta: não queremos ouvi-la e repelimos

domingo, 15 de dezembro de 2013

Pe. João Batista de A. Prado Ferraz Costa - Pacelli, Bergoglio e o cesarismo contemporâneo

Francisco I continua muito festejado pela grande mídia mundial. No Brasil, a propósito do bispo de Roma, chamam atenção as recentes resenhas muito elogiosas de um livro a ser pblicado em breve sobre suas atividades como provincial dos jesuitas em Buenos Aires em defesa dos perseguidos do regime militar que salvou a Argentina da desgraça de ser cubanizada. Diz-se que o padre Jorge Maria Bergoglio atuava mancomunado com o cardeal Arns para ajudar os subversivos a fugir da repressão da ordem política.

sábado, 14 de dezembro de 2013

“É a missa que importa”. A Resistência do Oeste Inglês ao protestantismo.

"Qualquer semelhante com o NOM é mera coincidência? Interessante que a "missa" de Paulo VI é o rito de Cranmer catolizado, aqui, que foi autorizado pelo rei Eduardo VI". Nota do Blog Salve Rainha

Por Maria Pia Ghislieri, Corrispondenza Romana | Tradução: Lucas Janusckiewicz Coletta, Fratres in Unum.com

Durante o reinado de Henrique VIII, após seu ato cismático, muitas mudanças foram feitas na Inglaterra no campo religioso. Embora isso não fosse do agrado dos católicos Ingleses, os mesmos foram assegurados de que a fé professada em suas paróquias continuaria a ser a fé de seus antepassados. Henrique VIII rompeu com Roma, mas a Igreja da qual ele tinha se proclamado chefe não havia se separado da doutrina romana.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O valor do tempo

Por um indigno escravo de Nosso Senhor

"Só o não fazer bem nenhum é já um grande mal" (S. Francisco de Sales)."

Se observamos atentamente a vida de muitos cristãos, acharemos que eles não parecem estar no mundo para mais nada senão para não fazerem coisa alguma, ou, ao menos, coisas de proveito. Todas as horas do dia e da noite são gastas em atender ao corpo, à sua pessoa, à sua comodidade e bem-estar, sem as empregarem nalguma ocupação útil, sem terem um ideal digno e elevado, sem trabalharem nem pouco nem muito por Deus, pela sua alma, nem pelo bem do próximo. A cama, a mesa, o jogo, a conversa, o

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

A INTOLERÂNCIA CATÓLICA

Cardeal Pio
Sermão pregado na Catedral de Chartres (excertos); 1841.

Meus irmãos (...),
Nosso século clama: “tolerância, tolerância”. Tem-se como certo que um padre deve ser tolerante, que a religião deve ser tolerante. Meus irmãos, não há nada que valha mais que a franqueza, e eu aqui estou para vos dizer, sem disfarce, que no mundo inteiro só existe uma sociedade que possui a verdade e que esta sociedade deve ser necessariamente intolerante. Mas antes de entrar no mérito, distinguindo as coisas, convenhamos sobre o sentido das palavras para bem nos entendermos. Assim não nos confundiremos.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Ou Penitência ou… Purgatório

PADRE ALEXANDRINO MONTEIRO, S. J.

I. Acerbidade das penas do Purgatório
Ouvindo Santo Agostinho alguns de seu tempo dizer que, se escapassem do inferno, do Purgatório não tinham tanto medo, encheu-se de zelo e lhes fez ver o grande erro em que estavam, pois as penas do Purgatório superam tudo o que há de mais penoso neste mundo.
E com razão, porque o fogo que atormenta as almas do Purgatório é o mesmo que o fogo que atormenta os condenados no inferno, somente com exceção da eternidade. E assim é que a Santa Igreja não duvida chamar às penas do Purgatório penas infernais [na Liturgia dos defuntos].

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Ladainha da Humildade

“Enquanto vivemos nesta terra, não há coisa que mais importa para nós do que a Humildade." Frase de Santa Teresa

Rezemos, pois, com frequência a Ladainha da Humildade.



sábado, 7 de dezembro de 2013

Por que tem sempre água benta nas portas das Igrejas?

Por um indigno escravo de Nosso Senhor


Muitas vezes as pessoas se queixam de que se distraem muito na igreja, sobretudo durante as leituras na Missa. O demônio tem grande interesse em nos distrair justamente quando vamos estar em contato com as realidades sagradas. Por isso é tão útil a Água Benta na entrada das igrejas e capelas. Mesmo usando a Água Benta pode acontecer que nos distraiamos, porém teremos a segurança de que as distrações procedem de nós mesmos e não do demônio.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

D. Marcel Lefebvre - AS ORIGENS DO LIBERALISMO


Se vocês não lerem muito, cedo ou tarde serão traidores, porque não terão compreendido a raiz do mal. Com estas fortes palavras um de meus colaboradores[4] recomendava aos seminaristas de Êcone a leitura de boas obras que tratem do liberalismo.
Com efeito, não se pode compreender a crise atual da igreja nem conhecer a verdadeira cara dos que ocupam a Roma atual, e em consequência ver que atitude tomar perante os fatos, se não se  procura as causas desta crise, se não se estuda seu curso histórico, e  se não se descobre sua fonte primeira neste liberalismo condenado  pelos papas dos últimos séculos.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Revolução e Tradição.

Por Pe. Alberto Secchi – Radicati nella Fede - Tradução: Gederson Falcometa – Fratres in Unum.com 

O que fazer quando tudo parece imerso em uma confusão tremenda? O que fazer quando não parece subsistir nada de certo? O homem é feito para viver diante de Deus e em Deus encontrar a própria consistência e paz. Outrora, [a hierarquia da] Igreja Católica comunicava esta paz. Era o mundo, aquele distante de Deus, a estar em continua agitação, mas não a Igreja. A Igreja era a estabilidade.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Idéias claras sobre o magistério da Igreja

Pe. João Batista de A. Prado Ferraz Costa

O benemérito periódico italiano SI SI NO NO, em seu número de 15 de janeiro último, publicou uma importante matéria com o título Idéias claras sobre o magistério, que vale a pena resenhar para o leitor brasileiro, dada a atualidade do assunto.
Diz o referido artigo de Si SI NO NO que ultimamente apareceram vários artigos que, com o propósito de defender o magistério tradicional da Igreja, ou exageraram-lhe o alcance, fazendo-o um absoluto (erro por excesso) ou quase que o aniquilaram, negando-lhe a função de interpretar a Tradição e a Sagrada Escritura (erro por defeito). Recorda o artigo que o magistério é um múnus da Igreja e um instrumento de que ela se

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Protestanizado ou catolizado

Para muitos o rito novo da igreja conciliar é protestanizado, mas é correta a afirmação?

Para ser definido como protestanizado o rito de Paulo VI, teria que ser Católico, o que não é, veja aqui e aqui.

O rito paulino ou neo-Cranmer, foi uma adaptação do Livro de Oração Comum de Cranmer, que apareceu em 1549, recebendo atualizações durante os séculos XVI e XVII. O rito foi obra do herético Tomas Cranmer que contou com a colaboração dos heréticos, apostatas e cismáticos de sua época, como os infames Martinho Lutero, Martinho Bucer, Felipe Melancthon, João Calvino, João Knox, João Hooper, Nicolas Ridley e Pedro Mártir Vermigli.