Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

terça-feira, 19 de agosto de 2014

São Bernardo: “a penitência de vossos pecados é defender a Terra Santa!”

São Bernardo, Biblioteca Apostólica Vaticana
São Bernardo de Claraval (1091–1153) foi delegado pelo Papa para pregar a Segunda Cruzada. Por volta de 1145 ele pronunciou um sermão reproduzido, embora parcialmente, por Joseph-François Michaud  na sua obra de referência “Histoire des Croisades”  e que tiramos de: Bartleby.com, Great books online:

Vós não podeis ignorar que vivemos num período de castigo e ruína. O inimigo da humanidade soprou um bafo de corrupção que paira sobre todas as regiões. 


Nós não encontramos senão a impiedade impune. As leis dos homens e as leis da religião não têm mais suficiente poder para conter a depravação dos costumes e o triunfo da iniqüidade.

O demônio da heresia tomou posse da cátedra da verdade, e Deus fez descer a maldição sobre seu santuário.

Eia, pois, vós que me ouvis, apressai-vos para apaziguar a ira do Céu, deixando de implorar seus benefícios por meio de pedidos vãos.
Revesti-vos não com o saco dos penitentes, mas recobri-vos com armaduras impenetráveis.

O exercício das armas, os perigos, os esforços, as fatigas da guerra são as penitencias que Deus vos impõe. 

Apressai-vos a expiar vossos pecados obtendo vitórias sobre os infiéis, e que a liberação dos locais santos seja o fruto de vosso arrependimento.

Se vos fosse anunciado que o inimigo invadiu vossas cidades, vossos castelos e vossas terras; que ele raptou vossas mulheres e filhas e profanou vossos templos — quem de vós não pegaria em armas?

Bem, então, todas essas calamidades, e calamidades ainda maiores, caíram sobre nossos irmãos na família de Jesus Cristo, que é a vossa.
Por que hesitais na hora de reparar tantos males? Em vingar tantos ultrajes?

Permitireis que os infiéis contemplem em paz os estragos que cometeram contra o povo cristão?

Lembrai-vos que o triunfo deles será tido como objeto de censura em todas as épocas e como um eterno opróbrio para a geração que o permitiu.

Sim, o Deus vivo encarregou-me de anunciar-vos que Ele quer punir aqueles que não o terão defendido contra seus inimigos.

Voai, pegai nas armas, deixai-vos vos inflamar de uma santa cólera na luta, e fazei vibrar o mundo cristão com estas palavras do profeta: “Maldito aquele que não ensangüenta sua espada!”

Não acrediteis que a mão do Senhor perdeu seu poder pelo fato de vos convocar para defender sua herança. Não poderia Ele enviar doze legiões de anjos ou sussurrar uma simples palavra para que seus inimigos se desintegrem como areia?

São Bernardo, Dijon
Mas, Deus levou em consideração os filhos dos homens, e quis abrir uma estrada para Sua graça.

Sua bondade permitiu que hoje amanhecesse para vós um dia de salvação vos convocando para vingar Sua glória e Seu nome.

Guerreiros cristãos, quem deu Sua vida por vós, hoje vos pede a retribuição. Esses são os combates dignos de vós, batalhas em que é glorioso conquistar e vantajoso morrer.

Ilustres cavaleiros, generosos defensores da Cruz, lembrai o exemplo de vossos pais que conquistaram Jerusalém, e cujos nomes estão inscritos no Céu.

Abandonai, pois, as coisas perecíveis para ganhar palmas imarcescíveis e conquistar um Reino que não terá fim.

(Fonte: BartlebyGreat books online). 


Fonte: As Cruzadas - publicado em 14 de junho de 2010 - http://ascruzadas.blogspot.com.br/2010/06/sao-bernardo-penitencia-de-vossos.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário