Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Alguns grandes nomes da ciência medieval

Santo Alberto Magno, St Dominic, Londres
Alberto Magno (1193-1280), o Doutor Universal, foi o principal representante da tradição filosófica dos dominicanos.

Além disso, é um dos trinta e três Santos da Igreja Católica com o título de Doutor da Igreja.

Tornou-se famoso por seu vasto conhecimento e por sua defesa da coexistência pacífica da ciência com a religião.


segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Pe. Garrigou-Lagrange - A Missa e a morte

Podemos aprofundar-nos, de modo abstrato e especulativo, na doutrina cristã e católica do sacrifício da missa; igualmente, podemos fazê-lo de modo concreto e vivido, unindo-se à oblação do Salvador de forma pessoal e, mais particularmente, fazendo por antecipação o sacrifício da própria vida, para obter a graça de uma morte santa.
 * * *

Mais que ninguém, Maria associa-se ao sacrifício de seu Filho, participando de todos os seus sofrimentos, na medida de seu amor por Ele.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Do gênesis ao Natal

Da criação do mundo, quando no princípio Deus criou o céu e a terra, 5.199 (cinco mil cento e noventa e nove) anos; do dilúvio, 2.957 (dois mil novecentos e cinquenta e sete) anos; do nascimento de Abraão, 2.015 (dois mil e quinze) anos; do ano em que David foi ungido Rei, 1.032 (mile trinta e dois) anos; na sexagésima quinta semana, segundo profecia de Daniel; olimpíada cento e noventa e quatro; 752 (setecentos e cinquenta e dois) anos da fundação de Roma; aos 42 (quarenta e dois) anos do império de Octaviano Augusto, na sexta idade do mundo. (Martirológio Romano)

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Santo Agostinho - Deus é inefável

O que és, portanto, meu Deus? O que és, pergunto eu, senão o Senhor meu Deus? "Quem é, pois, senhor, senão o Senhor? ou quem é deus, senão nosso Deus? Ó altíssimo, infinitamente bom, poderosíssimo, antes todo-poderoso, misericordiosíssimo, justíssimo, ocultíssimo, presentíssimo, belíssimo e fortíssimo, estável e incompreensível, imutável que tudo muda, nunca novo e nunca antigo, tudo inovando, conduzindo à decrepitude os soberbos, sem que disto se apercebam, sempre

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

A tristeza por São Francisco de Sales

Que a tristeza é quase inútil, antes contrária, ao serviço do santo amor

Não se pode meter um enxerto de carvalho numa pereira, tanto essas duas árvores são de humor contrário uma à outra; tão pouco se poderia enxertar a ira, nem a cólera, nem o desespero, na caridade, ao menos seria muito difícil. Quanto à ira, vimo-la no discurso do zelo; quanto ao desespero, a não ser que o reduzamos à justa desconfiança de nós mesmos, ou então ao sentimento que devemos ter da vaidade, fraqueza e inconstância dos favores, assistência e promessas do mundo, não vejo que serviço pode o divino amor tirar dele.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Santo Tomás de Aquino entrega sua alma a Deus com um ato de fidelidade e submissão à Santa Igreja

 

São Tomás de Aquino esmaga os heréticos, Benozzo Gozzoli
Santo Tomás de Aquino esmaga
os heréticos, Benozzo Gozzoli

O santo faleceu a 7 de março 1274 no convento cisterciense de Fossanova, Itália, onde parou para se recuperar de um acidente sofrido durante viagem para o Concílio de Lyon.
No livro intitulado “S. Tommaso d’Aquino”, lemos os seguintes dados relativos aos últimos momentos do Doutor Angélico.
“Devido à fraqueza que o dominava, não podia mais acompanhar a comunidade nos ofícios religiosos na capela. Pediu ardentemente para receber o Viático e a comunhão”.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Tomás responde: O cisma é um pecado especial?

Iluminura do séc. XIV onde Dante vê, horrorizado, os semeadores de escândalo e cismáticos percorrendo a vala onde, a cada volta, são cortados ao meio por um diabo
Parece que o cisma não é um pecado especial:
1. Com efeito, diz o papa Pelágio, o cismo “soa a ruptura”. Ora, todo pecado causa uma ruptura. Está escrito em Isaías (59,2): “Vossos pecados vos dividiram de vosso Deus”. Logo, o cisma não é um pecado especial.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

O governo das almas - São Gregório Magno

Não assumam a responsabilidade do governo das almas aqueles que não colocam em prática na própria vida o que aprenderam com o estudo.

Há alguns que aprofundam, com muita atenção, o s ensinamentos do Espírito, mas depois pisoteiam, com a própria conduta de vida, o que conseguem compreender com a inteligência; e ei-los facilmente ensinando o que aprenderam com o estudo, mas não com a prática. O que pregam com as suas palavras, contradizem com as ações. Assim acontece que, quando um pastor caminha por

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Idade Média: no início analfabetismo geral; no fim triunfo das Universidades

O esforço intelectual realizado pela Idade Média foi imenso. Para que se possa avaliar o que, em matéria intelectual, a Europa realizou durante a Idade Média, basta comparar a situação cultural em que ela se encontrava no início e no fim desse período histórico.

Barbarie e analfabetismo eram generalizados no inicio da Idade Média na Europa

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

A TOMADA DE JERUSALÉM, segundo J. F. Michaud, História das Cruzadas, vol II.


A TOMADA DE JERUSALÉM

Ninguém conseguiu dormir naquela noite, passada em Anathot. Um eclipse de lua espalhou de repente as trevas mais densas. A lua mostrou-se depois, como encoberta por um véu ensangüentado e os peregrinos foram tomados de terror, mas os que conheciam a marcha e os movimentos dos astros — diz Alberto D'Aix — tranqüilizaram os companheiros, dizendo-lhes que um eclipse do sol teria sido muito mais funesto para os cristãos, mas que um eclipse da luz anunciava a destruição dos infiéis.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Os 12 dias do Natal

Música ensina, por meio de metáforas, a respeito do nascimento do Divino Menino Jesus, sua vida, paixão e morte.
Roger Vargas


Aproxima-se o Natal. Há mais de dois mil anos nascia o Salvador dos homens. Depois da Páscoa da Ressurreição, essa é a festa mais importante para toda a Cristandade. Nesses mais de 2000 Natais da História, quantos fatos e exemplos memoráveis se deram. Seria necessária uma grande coletânea de livros para narrar tantos acontecimentos desde o primeiro Natal — a Natividade por excelência —, passando pelos Natais durante a perseguição romana e as abençoadas comemorações natalinas da Idade Média. Avançando na História, por fim chegaríamos ao século XXI, reconhecendo (com quanta dor!) que o verdadeiro significado do Natal foi sendo deformado e dessacralizado.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Urs von Balthasar, o pai da apostasia ecumênica

Julho 12, 2009 escrito por admin

Chegou a vez de outro representante da "nova teologia", hoje exaltado como "pedra angular da Igreja" (J. Meinvielle), o ex-jesuíta suíco Urs von Balthasar. Se Maurice Blondel encarna o tipo do filósofo modernista e apologeta, se Henri de Luba é o tipo do teólogo modernista, Urs von Balthasar encarna o aspecto pseudomístico e ecumenista do modernismo.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Do ORKUT ao FACEBOOK

Dom Lourenço Fleichman

Há alguns anos, após tecer algumas considerações sobre o fenômeno do Orkut, primeira "rede social" a se espalhar de modo universal, atingindo particularmente o Brasil, lancei uma campanha aconselhando ao leitor apagar sua conta naquele sistema de escravidão. Os e-mails recebidos na época indicaram cerca de 150 pessoas que tomaram a iniciativa de apagar sua conta e de escrever à Permanência comunicando este fato.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

O inferno visto por Santa Francisca Romana

Santa Francisca Romana
“Lembra-te dos teus novíssimos e não pecarás” (Ecl. 7,40) — recomenda a Sagrada Escritura. Os novíssimos do homem são as últimas coisas que a ele ocorrerão, ou seja, a morte, o juízo particular, o Céu, o inferno, o purgatório, o fim do mundo, a ressurreição dos mortos e o juízo final.

A 9 de março a Igreja comemora a festa de uma grande santa, cuja vida foi marcada por extraordinárias visões que teve do Céu, purgatório e inferno, bem como a ação dos anjos e dos demônios neste mundo. Trata-se de Santa Francisca Romana.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

La Salette e Padre Pio: Lamentações e advertências do Céu para o mau clero

Luis Dafaur


“Sim, os sacerdotes atraem a vingança e a vingança
 paira sobre suas cabeças. 
Ai dos sacerdotes e das
pessoas consagradas a Deus, 
que pela sua infidelidade
e má vida crucificam de novo meu Filho!”
O Segredo de La Salette – hoje inteiramente tornado público – contém advertências para o clero relaxado no cumprimento de seus deveres.

Naquele remoto ano de 1846, falando do clero de má conduta da época e dos tempos vindouros, Nossa Senhora não poupou expressões severas.

Mas nem por isso suas palavras foram menos verdadeiras. Não poderia, aliás, ser de outro modo, uma vez que provindas da Mãe de Deus:


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

O Deus na caverna


Por Gilbert Keith Chesterton
Tradução de Lourival Cunha
Capítulo do Livro Homem Eterno (The Everlasting Man)*


Este esboço da história humana começou em uma caverna: a ciência popular associou o conceito de caverna ao de cavernícola. Nas cavernas descobriram-se desenhos arcaicos de animais. A segunda metade da história humana, que equivale a uma nova criação do mundo, começa, também, numa caverna. E para que a semelhança seja maior, também existem animais nesta caverna. Porque se trata de uma cova usada como estábulo pelos montanheses que habitavam as terras altas dos arredores de Belém e que, ainda hoje, recolhem ao cair da noite, seus gados a esses lugares. A ela chegou, uma noite, um casal sem lar, que teve de compartilhar, com as bestas, daquele refugio subterrâneo, depois que todas as portas das casas da povoação se lhe fecharam, surdas às suas súplicas.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

POEMAS MAIORES DE SÃO JOÃO DA CRUZ

CÂNTICO ESPIRITUAL  – poesia

I
Onde é que te escondeste,
Amado, e me deixaste com gemido?
Como o cervo fugiste,
Havendo‑me ferido;
Saí, por ti clamando, e eras já ido.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

O sentido cristão da história

Apresentação
 Pe. João Batista de Almeida Prado Ferraz Costa
Com prazer apresentamos aos leitores de língua portuguesa a nossa tradução (ao que nos consta inédita no Brasil) do importante e sempre atual texto de Dom Prosper Guéranger O sentido cristão da história. Dom Guéranger (1805-1875) foi um célebre religioso beneditino francês, restaurador da Ordem de São Bento na França após a Revolução Francesa e abade da famosa Abadia de Solesmes. Sua formação intelectual desenvolveu-se sob a influência dos escritores católicos tradicionalistas e românticos do século XIX, merecendo especial menção Felicite de La Mennais (o primeiro La Mennais) e Chateaubriand.