Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

sábado, 9 de julho de 2016

7 pecados que nos levam para o inferno e que “saíram de moda” para a atual sociedade


"Caso você tiver cometido algum destes pecados, arrependa-se e peça perdão e acolha a misericórdia de Deus."

O mundo atual com seu ritmo de vida acelerado, com um maior acesso à informação e às novas tendências, parece ter deixado de lado a contrição e considera que o pecado e o inferno “saíram de moda”. Mas não é bem assim.
O pecado é algo sério, o inferno existe e é o destino dos pecadores. São Paulo disse: “Acaso não sabeis que os injustos não hão de possuir o Reino de Deus? Não vos enganeis” (1 Coríntios 6,9).
Entretanto, devemos ter esperança, pois, por meio da graça de Deus, podemos nos apartar de nossos pecados e encontrar a salvação em Jesus Cristo.
Mas, primeiramente devemos reconhecer nossos pecados e que precisamos ser salvos.
A partir do momento que tenhamos uma vida nova em Cristo, a vida cristã começa e somos chamados a colaborar com a graça de Deus para crescer em santidade.
Por isso, apresentamos uma lista dos pecados que o mundo atual considera “normais”, mas devemos levá-los a sério:
1) A mentira
“O que aconteceria se a pessoa nunca descobrisse? Que tal se for apenas por conveniência? Ou que tal se for para conseguir um bem maior? ”
Não. Mentir é mentir e está mal.
Mentir é dizer uma falsidade com a intenção de enganar e sempre está mal porque é uma ofensa contra a verdade, que é Cristo (João 14,6).
Recordemos que a mentira é a língua nativa do demônio, a quem Jesus chama “o pai da mentira” (João 8,44). O livro da Sabedoria adverte: “a mentira destrói a sua alma” (Sabedoria 1,11).
2)  Imoralidade sexual
“Foge da imoralidade sexual!” (Coríntios 6,18).
Mas, por que não podemos fazer o que queremos com nossos corpos? Enquanto a pessoa estiver de acordo, vale tudo?
Não. São Paulo diz: “Foge da fornicação. Qualquer outro pecado que o homem comete é fora do corpo, mas o impuro peca contra o seu próprio corpo.
Ou não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, que habita em vós, o qual recebestes de Deus e que, por isso mesmo, já não vos pertenceis? Porque fostes comprados por um grande preço. Glorificai, pois, a Deus no vosso corpo” (1 Coríntios 6,18-20).
Nós não podemos pecar contra nossos próprios corpos.
Deus nos criou e formou a nossa sexualidade com dignidade, valor e ordem, a qual deve ser respeitada e querida.
Recordemos que Cristo pregou sobre a luxúria no coração: “Não cometerá adultério.
Mas eu lhes digo que qualquer pessoa que olhe para uma mulher com luxúria já cometeu adultério com ela no seu coração”.
3) Roubo
“Não furtarás” (Êxodo 20,15).
Roubar é pegar algo que não te pertence. Inclusive todo material que tenha copyright. Roubar não se torna aceitável somente porque está na Internet.
Todo mundo sabe, mas mesmo assim não deixa de fazê-lo. Isto é um pecado grave.
4)  Alcoolismo
O álcool é um maravilhoso dom de Deus. Jesus converteu a água em vinho e os monges cristãos estavam acostumados a fazer a melhor cerveja do mundo.
Mas, beber muito até o ponto de embriagar-se e perder o controle é um pecado: “Acaso não sabeis que os injustos não hão de possuir o Reino de Deus?” (1 Coríntios 6,9-10).
“Não se embriaguem com vinho, porque isso é libertinagem”. Ante isto, São Paulo nos oferece uma alternativa: “Vivam do Espírito” (Efésios 5,8).
5) Gula
Alguns se referem à gula como o vício esquecido.
Obviamente, precisamos comer, há um tempo para festejar e a comida pode ser desfrutada maravilhosamente. Mas, assim como o álcool, tudo deve ser desfrutado com moderação.
A gula é um amor incontrolável pela comida e não só pode trazer sérias consequências à sua saúde, como também para sua alma.
“Porque há muitos por aí, de quem repetidas vezes vos tenho falado e agora o digo chorando, que se portam como inimigos da cruz de Cristo;
Cujo destino é a perdição, cujo deus é o ventre, para quem a própria ignomínia é causa de envaidecimento, e só têm prazer no que é terreno” (Filipenses 3,18-19).
6) Vingança
A justiça é importante e qualquer justiça que não foi dada pelo governo será retificada por Deus ao final. Mas agora, Deus nos chama a um plano superior:
“Não vos vingueis uns aos outros, caríssimos, mas deixai agir a ira de Deus, porque está escrito: A mim a vingança; a mim exercer a justiça, diz o Senhor.
Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber.
Procedendo assim, amontoarás carvões em brasa sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer pelo mal, mas triunfa do mal com o bem” (Romanos 12, 17, 19-21).
Também deve guardar os ensinamentos de Jesus acerca do perdão: “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, vosso Pai Celeste também vos perdoará” (Mateus 6,14-15).
7) Assassinato
O assassinato é a morte voluntária e direta de uma vida humana inocente, inclusive se a pessoa for pequena e está em desenvolvimento no ventre de sua mãe;
E também se a pessoa estiver em desvantagem ou estiver doente e for difícil de cuidar, ou ainda se a pessoa for idosa e de qualquer maneira morrerá logo.
O aborto e a eutanásia são cada vez mais aceitos e praticados em toda a nossa sociedade.
O assassinato é uma ofensa contra Deus porque os seres humanos foram feitos a Sua imagem e semelhança (Gênese 1,27).
Caso você tiver cometido algum destes pecados, arrependa-se e peça perdão e acolha a misericórdia de Deus.


Nenhum comentário:

Postar um comentário