Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

segunda-feira, 20 de março de 2017

20 de março - São José, Esposo da Virgem Maria, Confessor e Patrono da Igreja Universal

Festa transferida do dia 19 de março

São José com o menino Jesus de Guido Reni
“Lembrai-vos de nós, o beatíssimo São José, e intercede junto a seu filho adotivo com sua poderosa intercessão; e faze-nos também propícia a beatíssima Virgem tua esposa.” - São Bernardino de Siena




Duplo de I classe – param. brancos 
O culto de São José foi introduzido muito tarde, sendo necessário que fossem antes bem definidos a divindade do redentor e a Maternidade de Maria. Os primeiros sinais desse culto encontram-se em alguns calendários coptas do Séculos VII-IX. No Ocidente, embora o Santo patriarca tendo sido alvo de louvores por parte dos Santos Padres, seu culto aparece apenas no Século XI. No Século seguinte, os Cruzados edificaram uma basílica no lugar onde a tradição indicava ter sido a casa e oficina do Carpinteiro.
Igreja de São José, também é chamado “da Nutrição”
Seu culto alcançou grande desenvolvimento em 1400, especialmente por obra de João Gerson, de São Bernardino de Sena, dos Franciscanos e dos Carmelitas. Sua festa foi inserida no Missal por Sixto IV¹. Com rito simples, e fixada para o dia 19 de março, talvez para contrastar com a festa da deusa Minerva, a grande festa dos profissionais. Gregório XV² tornou-a de preceito e Clemente X³ elevou-a a rito duplo de II classe. A 8 de dezembro de 1870, Pio IX4 declarou São José Patrono da Igreja Universal. Não há hoje igreja em que não se encontre um altar ou quadro ao menos, em sua honra5.
São José filho de Jacó, era descendente dos reis de Judá e da estirpe de Davi. Segundo a lenda6, desposou Maria Santíssima depois do milagroso florescimento de seu bastão (Al.). Teve de viver dias amargos, causados pela inesperada Maternidade da Esposa, mas um Anjo veio-lhe em auxílio, revelando-lhe o mistério da Encarnação, realizada por obra do Espírito Santo (Ev.). Salvou o Menino Jesus das mãos de Herodes e cuidou dele no Egito e depois em Nazaré, onde, com suas fadigas, provia às necessidades Sagrada Família. Morreu entre os braços de Jesus e de Maria.
O Senhor amou com predileção a São José (Lição), cobrindo-o de benções e colocando-lhe na cabeça uma brilhante coroa de três fulgidíssimas estrelas: Jesus, Maria e a Igreja (Gr.). Sua eminente santidade é comparada à palma que floresce de modo delicado e suave, e ao cedro, que cresce robusto e altaneiro acima de todas as plantas (Intr.).
São José preparou-se para a oferta suprema de sua existência com uma vida de pobreza, de sacrifícios, de escondimento, de trabalho, de oração, de recolhimento e de união íntima e perene com Jesus e Maria. Também nós, se quisermos chegar ao céu, devemos percorrer o mesmo caminho e procurar guardar sempre em nós “o Filho de Deus e de Maria”, que na Comunhão se entrega totalmente a nós.

Missal Romano Cotidiano Latim-Português – Edições Paulinas – 1959

morte de São José representada num vitral
inferior na 
Igreja de São Austremônio de
Clermont em Issoire.

¹ - Sixto IV (1471-1484)
² - Gregório XV – (1621-1623)
³ - Clemente X (1670-1676)
4- Pio IX (1846-1878)
5- Estamos falando de antes do CVII, o Missal do qual retiramos o texto é da edição de 1959.

6- 1. José separou seu bastão e se reuniu aos demais [viúvos]. Então cada um pegou seu bastão e foram procurar o sumo sacerdote. Este pegou todos os bastões e, adentrando ao Templo, pôs-se a orar. Ao concluir as orações, pegou os bastões e devolveu-os aos seus respectivos donos, mas em nenhum deles manifestou sinal algum. Contudo, quando José pegou o último bastão, uma pomba saiu dele e pôs-se a sobrevoar-lhe a cabeça. Então o sacerdote disse: "A ti caberá receber sob teu teto a Virgem do Senhor". - Proto-Evangelho de Tiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário