Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

sexta-feira, 17 de março de 2017

Apóstolos: vidas e mortes


et dixit eis euntes in mundum universum praedicate evangelium omni creaturae
qui crediderit et baptizatus fuerit salvus erit qui vero non crediderit condemnabitur” – Marc 16: 15-16

Muitos desconhecem os destinos dos santos Apóstolos após a Ascensão de Nosso Senhor.
Nas Sagradas Escrituras não há relatos dos destinos de todos, nem a localização de suas sepulturas, onde foram e como foram morreram.



1.  SÃO TIAGO MAIOR ou SÃO TIAGO DE ZEBEDEU
Urna de São Tiago Maior
Tiago era filho de Zebedeu e Salomé, e irmão do apóstolo São João Evangelista.
Nasceu em Betsaida, Galileia. Tal como o seu pai e o irmão, o apóstolo João, era pescador no Mar da Galileia.
Após o Pentecoste peregrinou pelas terras da Hispânia e antes de sua partida teria pedido a benção da Mãe de Deus que ao abençoar a Virgem falou: “Vai, meu filho, cumpre a ordem de teu Mestre, e por Ele te rogo que, naquela cidade da Espanha em que maior número de almas converteres a fé, edifiques uma igreja em minha memória, conforme o que eu te manifestar”.
A 02 de janeiro do ano 40 AD a Santíssima Virgem apareceu a São Tiago sobre um pilar em Zaragoza, falando ao apóstolo para ali construir uma Igreja em sua honra com a invocação de Nossa Senhora do Pilar.
Passou também por Portugal nas cidades de Braga, Guimarães e rates, onde São Pedro de rates, discípulo do apóstolo tornou o primeiro Bispo de Braga.
Regressando à Judéia, padeceu o martírio por volta do ano 42, sob o governo de Herodes, o qual, querendo agradar aos judeus fez decapitar o apóstolo, por ocasião das festas da Páscoa.
Seu corpo foi transportando para Compostela, Espanha, onde hoje é venerado na Catedral de São Tiago ou Catedral de Santiago de Compostela.
Festa: 25 de julho (Duplo de II Classe - Param. vermelhos)
2. SÃO TIAGO MENOR ou SÃO TIAGO DE ALFEU
Tumba de São Tiago Menor e São Filipe
Filho de Alfeu e de Maria de Cléofas, uma das mulheres presentes aos pés da cruz de Jesus.
Parente do Salvador e irmão de São Judas Tadeu.
Foi Bispo de Jerusalém desde a partida de São Pedro para Roma, por volta do ano 44 AD até o martírio por apedrejamento na Páscoa de 61 ou 62, conforme nos conta o historiador hebreu Flávio Josefo. Participou do Concílio de Jerusalém.
Já em avançada idade foi precipitado no pináculo do Templo tendo a cabeça esmagada.
Foi sepultado próximo do Templo, permanecendo no local até o tempo do imperador Adriano (117-138). Na metade do século IV, seu corpo foi localizado ao lado dos corpos dos mártires Simeão e Zacarias. O corpo de São Tiago foi levado para dentro de Jerusalém pelo bispo Cirilo, em 351. Atualmente suas relíquias estão na Basílica dos Santos Apóstolos ou Basílica dos Santos Doze Apóstolos.
Festa: 11 de maio (Duplo de II Classe - Param. vermelhos)
3. SÃO JUDAS TADEU
Apóstolo de Cristo nascido em Caná de Galiléia, na Palestina, parente do Salvador e irmão de Tiago o Menor, que na última ceia, perguntou ao seu mestre: Senhor, por que te manifestarás a nós e não ao mundo? Agricultor, filho de Alfeu e de Maria de Cléofas. Tinha quatro irmãos: Tiago, José, Simão e Maria Salomé. Dos irmãos dele, Tiago foi um dos doze apóstolos, que se tomou o primeiro bispo de Jerusalém. José, apenas conhecido como o Justo. Simão foi o segundo bispo de Jerusalém, após Tiago. E Maria Salomé, a única irmã, foi mãe dos apóstolos Tiago o Maior e João Evangelista.
Participou do I Concílio de Jerusalém, levou o evangelho à Judeia, Samaria, Idumeia, Síria, Mesopotâmia e Líbia antiga. Também visitou Beirute e Edessa, Armênia, Síria e Norte da Pérsia (43-66). Na Mesopotâmia ajuntou com Simão o Zelote.
Por volta do ano 70 AD foi martirizado juntamente com Simão na Pérsia, por uma multidão insuflada por sacerdotes de Zoroastro, a golpes de machado.
Suas relíquias atualmente são veneradas na Basílica de São Pedro, em Roma.
Festa: 28 de outubro (Duplo de II classe – Param. Vermelhos).
4. SÃO FILIPE
Tumba de São Tiago Menor e São Filipe
Natural de Betsaida, na Galiléia, foi um dos primeiros apóstolos chamados a seguir Jesus. No Evangelho é ainda lembrado três vezes: na multiplicação dos pães, quando conduziu Jesus os gentios e na última ceia.  Depois do Pentecoste viajou ao Egito, Etiópia (África) e ao Norte, converteu quase toda Cítia e nas vizinhanças de Hierápolis foi crucificado e apedrejado por volta dos anos 80 AD, em tempo de Domiciano.
Suas relíquias, juntamente com as de São Tiago Menor estão guardadas na Basílica dos Santos Apóstolos em Roma
Festa: 11 de maio (Duplo de II classe – Param. Vermelhos).
5. SÃO TOMÉ
O corpo do Apóstolo São Tomé
São Tomé chamado Dídimo (que significa gêmeo, era um galileu rude, mas de coração sincero e ardente. Gozou de grande familiaridade com o Salvador, o qual o constituiu apóstolo e fundamento da Igreja. É conhecido pela sua incredulidade na Ressurreição de Jesus, protestanto seu a fé com as celebres palavras: "Meu Senhor e meu Deus!".
Anunciou o Evangelho aos Partos, Medos, aos Persas e a outros povos do Oriente, chegando até a Índia, onde o rei o condenou à morte por lanças, por volta do ano 72 AD.
Conta a tradição que São Tomé teria chagado atrasado a Assunção da Santíssima Mãe de Deus, e teria pedido a São Pedro para ver o túmulo e ao constatar que estava vazio ao levantar as suas vistas viu Nossa Senhora na Glória, que desatou o cinto e lançou-o em suas mãos. Cinto que está em custódia na Catedral de Prato na Itália.
Suas relíquias são conservadas na Catedral de São Tomé na Índia.
Festa: 21 de dezembro (Duplo de II classe – Param. Vermelhos).
6. SÃO PAULO
Túmulo de São Paulo
O Apóstolo dos Gentíos, nasceu em Tarso na Cilícia, de pais hebreus e cidadãos romanos. Após ter recebido a primeira instrução na família e na escola da Sinagoga, foi a Jerusalém aperfeiçoar-se no estudo da Lei. Convertido milagrosamente no caminho de Damasco, permaneceu três anos na solidão do deserto, onde o próprio Nosso Senhor lhe fez notáveis revelações. Depois começou suas viagens apostólicas, fundando Igrejas em todo o mundo então conhecido. Durante sua primeira prisão, pregou com abundantes frutos em Roma e ao termo da segunda, foi condenado à decapitação na Via Ostiense, por volta do ano 67, no mesmo dia em que São Pedro foi martirizado,
Está sepultado na Igreja de São Paulo Extramuros em Roma.
Festas: 25 de janeiro – Conversão (Duplo maior – Param. Brancos)
29 de junho – São Pedro e São Paulo- Martírio (Duplo de I classe – Param. Vermelhos).
30 de junho – Comemoração de São Paulo (Duplo maior – Param. vermelhos)
7. SÃO PEDRO
Urna com ossos de São Pedro
São Pedro, chamado Simão, nasceu na Betsaida, filho de um tal Jonas e era irmão de André. Chamando-o para o apostolado Jesus Cristo o constituiu chefe dos Apóstolos e seu vigário na terra. É recordado muitas vezes nos quatros Evangelhos e neles tem papel preponderante. Depois de Pentecostes, iniciou imediatamente a pregação do Evangelho, primeiro aos judeus e depois aos gentios. Aprisionado pelo rei Agripa, foi liberado miraculosamente por um anjo. Depois do Concílio de Jerusalém, foi para a Ásia Menor e daí para Roma, onde estabeleceu sua sede. Foi o primeiro Papa e Bispo de Roma, fui crucificado de cabeça para baixo no mesmo dia que São Paulo, por volta do ano 67 AD, por ordem do imperador Nero.
Suas relíquias encontram-se na Basílica de São Pedro em Roma, sob o Altar da Confissão.
Festas: 29 de junho – São Pedro e São Paulo- Martírio (Duplo de I classe – Param. Vermelhos).

01 de agosto – São Pedro “ad vincula” (Duplo maior – Param. brancos)
8. SÃO JOÃO
Túmulo de São João em Selçuk próximo a Éfeso
São João, irmão de São Tiago Maior, era natural de Betsaida, na Galileia. Primeiramente foi discípulo do Batista e despois seguiu a Jesus e veio a ser seu discípulo predileto e um de seus três confidentes. Seu zelo ardente e sem limites, mereceu a ele e a seu irmão Tiago, o apelido de “filhos do trovão”, João foi o único apóstolo que seguiu o Mestre no Calvário e ficou ao pé da cruz, onde, em nome de todos os homens recebeu Maria por Mãe.
Após a Ascensão, iremos encontrar S. João ao lado de S. Pedro em Jerusalém. Mais tarde, lá pelos anos de 57 a 58, foi para a Ásia Menor e se estabeleceu em Éfeso. Durante o reinado de Domiciano (81-96), foi em Roma, mergulhado numa caldeira de azeite fervente de onde foi retirado incólume. Foi em seguida exilado para a ilha de Patmos, no Mar Egeu, onde escreveu o Apocalipse. Reinando Nerva (96-98), voltou para Éfeso, onde morreu de morte natural, com quase cem anos, provavelmente no ano 104.
Permaneceu sempre virgem e por isso foi amado com predileção por Jesus e Maria, dos quais perscrutou os profundos segredos, os sublimes mistérios e as palpitações de amor. Escreveu o quarto Evangelho, três Epístolas e o Apocalipse e teve o título de teólogo, doutor e profeta.
Suas relíquias estão na Basílica de São João Turquia.
Festa: 27 de dezembro (Duplo de II classe – Param. brancos)
9. SÃO MATEUS
Túmulo de São Mateus
Cripta com as relíquias de São Mateus abaixo do túmulo
Chamado também Levi e que se intitula a si mesmo publicano, nasceu na Galileia. Estava exercendo sai função de cobrador de impostos em Cafarnaum, quando foi chamado por Jesus. Pregou o Evangelho antes aos hebreus da Palestina, levando vida austera e mortificada. Pregou também na Pérsia e na Etiópia onde, teria ressuscitado a filha do rei, converteu a família real e foi martirizado por decapitação, por volta do ano 72 AD.
Seus restos mortais estão na Catedral de São Mateus em Salerno Itália
Festa: 21 de setembro (Duplo de II classe – Param. vermelhos)
10. SÃO SIMÃO
Simão também chamado zelota e Cananeu Ele é chamado de Simão, "o cananeu", pelos apóstolos Mateus e Marcos. Alguns estudiosos cristãos entendem que este "cananeu" pode ser uma referência a Canaã, a terra de Israel.
Mas quando Lucas, no seu Evangelho, o chama de "o zelote", parece querer indicar que Simão pertencera ao partido judeu radical que tinha o mesmo nome. Os radicais zelotes pregavam a luta armada contra os dominadores.
Sabe-se que Simão, como todos os outros apóstolos dos primeiros tempos do cristianismo, depois do Pentecostes percorreu caminhos pregando o Evangelho sem nada levar consigo. Operou muitos milagres, curou enfermos, leprosos e expulsou espíritos maus.
Outros relatos falam da pregação de Simão também no Egito, Líbia e Mauritânia. Segundo Eusébio, idôneo e célebre historiador, Simão teria sido o sucessor de Tiago na cátedra de Jerusalém, nos anos da trágica destruição da cidade santa.
Uma antiga tradição diz que Simão encontrou-se com o apostolo Judas Tadeu na Pérsia e, desde então, viajaram juntos. Percorreram as doze províncias do Império Persa, deixando o conhecimento histórico e religioso como foi encontrado num antigo livro da época chamado "Atos de Simão e Judas", de autor desconhecido. Nele consta que, no dia 28 de outubro do ano 70, houve o martírio do apóstolo por crucificação.
Suas relíquias estão no Altar da Crucificação no Vaticano
Festa: 28 de outubro – Ss. Simão e Judas, Apóstolos (Duplo de II classe – Param. Vermelhos).
11. SÃO BARTOLOMEU
Fachada da Igreja de São Bartolomeu
Segundo opinião generalizada, é o mesmo Natanael que foi conduzido à presença de Jesus por São Felipe, com o qual evangelizou a Frígia. O Salvador louvou-o por sua sinceridade e honestidade de vida. Agregado ao colégio apostólico, foi chamado ao apostolado e constituído príncipe do povo cristão, juiz da humanidade e amigo íntimo de Deus. O apóstolo pregou o Evangelho não somente na Frígia, mas também na Licaônia, na Índia e na Armênia, onde converteu a própria filha do rei que, tomado de ira e instigado pelos sacerdotes dos ídolos, fê-lo esfolar vivo e decapitar, por volta do ano 51 AD. Seu corpo repousa na Igreja de São Bartolomeu Roma.
Festa: 24 de agosto (Duplo de II classe- Param. vermelhos)
12. SANTO ANDRÉ
Relicário de Santo André
Nasceu em Betsaida da Galiléia, era pescador como seu irmão Pedro. Discípulo de João Batista. Foi o primeiro eleito ao chamado de Nosso Senhor.
Após o Pentecostes, dirigiu-se para as terras da Cítia, no Espiro, e da Trácia, onde anunciou o Evangelho. Foi crucificado em Patras. É incerto o ano de sua morte, entre 60 e 70 A.D.
Em 357 as relíquias do Apóstolo foram transferidas para Constantinopla. Durante a quarta cruzada foram resgatadas pelos cruzados e levados a Roma ficando até 1964, quando Paulo VI as enviou a Patras onde repousam na Catedral de Santo André, local que, também, encontra-se fragmentos da cruz em que foi martirizado.
Festa: 30 de novembro (Duplo de II classe – param. Vermelhos)
Martírio de Santo André


13. SÃO MATIAS
Túmulo do apóstolo São Matias em Trier, Alemanha
As relíquias de São Matias num sarcófago na cripta abaixo da imagem do santo
São Matias pertencia à tribo de Judá e era um dos setenta e dois discípulos do Senhor. Depois da Ascensão, foi eleito por sorteio para substituir a Judas no colégio apostólico. Tornou-se, assim, não só amigo e favorito de Deus, mas também príncipe, destinado a sentar-se com Jesus Juiz, pedra fundamental da Igreja e participante dos segredos celestes. Pregou o Evangelho na Judéia, onde colheu frutos numerosos, devido à sua integridade de costumes e o prestígio de seu nobre parentesco. Foi condenado à lapidação pelos chefes do povo e padeceu o suplício da decapitação.
Foi martirizado por volta de 80 AD e está sepultado na Abadia de São Matias na Alemanha.
Festa: 24 (ou 25) de fevereiro (Duplo de II classe – Param. vermelhos)

Fontes:
Missal Romano Quotidiano Edições Paulinas 1959
Martirológico Romano
Catolicismo - Revista de Cultura e Atualidades
Wikipédia, a enciclopédia livre
Últimas e Derradeiras Graças



Nenhum comentário:

Postar um comentário