Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

terça-feira, 18 de julho de 2017

ESCAPULÁRIO DE NOSSA SENHORA DO CARMO


"Quem morrer levando este escapulário, não cairá nas eternas chamas do inferno"
Sua origem – Consiste em dois panos de lã de cor parda ou preta, e tomou sua origem na aparição da Virgem do Carmo a São Simão Stoch, Geral dos Carmelitas, em meados do século XIII. Quando a Senhora lho entregou, disse-lhe: “Recebe, meu filho muito amado, o Escapulário de tua ordem e insígnia de minha confraria, privilégio para ti e para todos os carmelitas, aliança de paz e pacto sempiterno. Quem morrer levando este escapulário, não cairá nas eternas chamas do inferno”.
Obrigações – As obrigações que impõe este Escapulário aos que o levam, se quiserem gozar dos privilégios que a eles são concedidos, são de duas classes: umas gerais e outras especiais.
Obrigações gerais – Para que os fiéis possam lucrar as indulgências e privilégios concedidos aos confrades do Carmo, estão obrigados somente a estas três coisas:
1. Receber o escapulário demãos de um sacerdote facultado para o impor.
2. Levar sempre o escapulário de maneira conveniente, isto é, que um aparte dele fique acima do peito e a outra nas costas.
3. Estar inscrito no livro de Registro da Confraria, conforme o decreto de Leão XIII, dado a 27 de abril de 1887.
Obrigações especiais – Os confrades do Carmo que quiserem gozar do privilégio chamado Sabatino, devem fazer ainda mais estas duas coisas:
1.Guardar castidade conforme seu estado.
2. Rezar o ofício parvo de Nossa Senhora, os que souberem ler (obrigações que os Sacerdotes e Ordenados in sacris satisfazerem com o ofício divino). Os que não souberem ler devem abster-se de comer carne nas quartas, sextas-feiras e sábados (excetua-se o dia de Natal, se cair em algum desse dias), a não ser que, existindo justa causa, comute a abstinência em outra prática piedosa que para isso tiver faculdade¹.
Graças e privilégios – As principais graças e privilégios que se concedem aos que devotamente vestirem este santo Escapulário são as seguintes: 1. ser condecorado com o nome de Filho da Santíssima Virgem.
2. Gozar de especial proteção desta Senhora, singularmente na hora da morte.
3. Participar de todas as boas obras que fizerem os Religiosos Carmelitas.
4. Ficar livre das penas do purgatório o primeiro sábado depois de sua morte, se foram fiéis em praticar as duas obrigações especiais, anteriormente expressas.
5. Pode ganhar, além de outras muitas indulgências parciais que se omitem aqui por brevidade, indulgência plenária em cada um dos seguintes dias, confessando-se, comungando e visitando uma igreja ou oratório público:
O dia que receberem o escapulário – Um domingo de cada mês, assistindo a procissão dos confrades – O dia 1] de janeiro – O dia 2 de fevereiro – 19 e 25 de março – Quinta-feira Santa – O dia da Ascensão do Senhor – 5, 16, 20 e 26 de julho – 7, 15 e 27 de agosto e a dominga infra-oitava da Assunção – 15 de outubro – 21 e 29 de novembro, e o dia 8 de dezembro – Podem receber também a indulgência plenária in articulo mortis.
(O Papa Clemente X concedeu que todas as indulgências possam ser aplicas em sufrágio das almas do purgatório.)

¹ Tem essa faculdade todos os Padres Missionários, Filhos do Imaculado Coração de Maria.

Fonte: CLARET, Santo Antônio Maria. Caminho Reto e Seguro para Chegar ao Céu. 8ª edição. São Paulo, Editora Ave Maria Ltda, 1944.

Nenhum comentário:

Postar um comentário