Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

segunda-feira, 24 de julho de 2017

ESGOTO À CÉU ABERTO - PADRES CANTORES


"Tal é a contribuição nefasta desses chamados “padres cantores”, contribuição que engrossa o esgoto à céu aberto que vai nos submergindo até que Deus tenha misericórdia do rebanho de Cristo abandonado à própria sorte e coloque um fim no martírio de Sua Igreja."



O CATOLICISMO DESAFINADO DOS PADRES CANTORES
Com esse vento impetuoso, as águas pútridas da apostasia infiltraram-se e correm velozmente, aclamadas como águas lustrais pelos cegos e surdos que se deixaram enredar pela mentira diabólica dessa concepção falsa de uma igreja renovada. Nos tempos lastimáveis que vivemos, testemunhamos cada dia as novidades que vão solapando a Fé Católica e reduzindo-a a um sentimentalismo bizarro. Protagonistas desse espetáculo horroroso são os ditos “padres cantores”, fenômeno midiático que tomou de assalto os espaços outrora reservados para a música profana, muito bem acomodados, diga-se de passagem.

Com uma certa angústia vemos a ascensão de padres, astros sem batina e sem fé, que cantando canções adocicadas, pretendem realizar um apostolado mundano que em nada acrescenta para a salvação das almas porque está completamente inebriado pelo veneno do século: o relativismo e o hedonismo.
Curiosamente, aquela imagem tradicional de sacerdotes cultos e piedosos nos assuntos de Deus e da Igreja, modestos, humildes e imprescindíveis operários na vinha do Senhor, esfarelou-se dando lugar a psicólogos de academia de musculação, gurus bonitões de cabeceira e bisonhos apoiadores de inovações comportamentais que são o aparato de uma sociedade afastada das coisas do Céu e cada vez mais imbecilizada.

Um desses sacerdotes se veste como caubói, usando calças justíssimas para desvario de uma claque de mulheres de idades várias, alheias ao significado e grandeza do sacerdócio católico, porque veem o sujeito com olhos repletos de luxúria e desejos sexuais. Cantando ou apresentando programas, o tal padre mostra uma completa ignorância da missão para a qual ele foi separado por Deus do mesmo mundo que deseja agradar com suas músicas de letras enjoativas, bregas e eivadas de sentimentalismo da pior espécie. É de chorar tamanho acinte contra a verdadeira missão sacerdotal.

Um outro padre cantor, mais veterano na arte de entreter um bando de desesperadas de auditório, é o favorito de 9 entre 10 solteironas, donas de casa insatisfeitas e outros católicos do IBGE. Apresenta-se à paisana (porque a responsabilidade de uma batina é algo insuportável), usa roupas moderninhas, corpo sarado de quem não se dedica às coisas celestes e espirituais, somente às coisas do mundo e da carne, domina a arte da conversa mole e comporta-se de um jeito que faria chorar de amargura o Santo Cura d'Ars.
Volta e meia publica um ou outro livreco que não tem traço algum de catolicidade e ortodoxia (seria pedir demais), mas serve para alimentar os sonhos relativistas de quem acredita que é possível salvar-se sem a Fé Católica em sua integralidade, aderindo às próprias crenças mundanas e desejos torpes. Mantém atualizado seu Twitter com milhares de seguidores ávidos por suas postagens que nem de longe dizem tratar-se da lavra de um sacerdote. Se publica uma foto sua na rede social, a avalanche de comentários licenciosos de fãs excitadas e atrevidas é inevitável. Já deu declarações sobre o casamento gay que foram aplaudidas pela mídia à toa e ateia, mas que são contrárias ao que a Igreja que ele diz pertencer ensina desde sempre. Participa de programas de televisão onde o que mais se vê é o compromisso com a destruição da família e das bases cristãs da sociedade.
Produtos de uma mídia nefasta e satânica. Tudo isso para amealhar mais cobres para a conta bancária em shows caríssimos e cachês idem. Humano demais, sagrado de menos. Não interessa agradar à Deus, interessa agradar ao próprio ego.
Com um “apostolado” desses quem precisa de conversão? Talvez nós que ainda nos escandalizamos com tanto vilipêndio ao sacerdócio católico. Tal é a contribuição nefasta desses chamados “padres cantores”, contribuição que engrossa o esgoto à céu aberto que vai nos submergindo até que Deus tenha misericórdia do rebanho de Cristo abandonado à própria sorte e coloque um fim no martírio de Sua Igreja. (Por Donato Rossetto)

Donato Rossetto é jornalista especializado em religião e colaborador dos portais Catolicismo Romano e Rádio Italiana. 

2 comentários:

  1. Concordo plenamente com o artigo, só peço que rezemos mais por nossos sacerdotes, por estes e principalmente por aqueles que mantém a dignidade da missão é são alvos de críticas e perseguições por parte de leigos inovadores e rebeldes a verdade é também por padres modernistas!!! Só a oração e muito amor a Deus e a sua Igreja irão nos livrar do mal causado por estes maus pastores!!!

    ResponderExcluir