Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

sábado, 14 de outubro de 2017

Ficção de “ecumenismo” só esvazia o catolicismo

Mons. Rudolf Voderholzes, bispo de Regensburg
“Se Lutero for reabilitado, o Papa deixaria de existir enquanto tal”

Luis Dufaur
“Cessemos de protestantizar a Igreja antes que se esvazie como a dos luteranos!”.

Esses termos caseiros podem bem resumir a homilia de Dom Rudolf Voderholzer, Bispo de Regensburg, por ocasião da romaria ao santuário de Santa Ana Schäffer, mística alemã, em Mindelstetten. 
O bispo falou das estatísticas apresentadas pelo Arcebispo de Munique e presidente da Conferência Episcopal, Cardeal Reinhart Marx, sobre a participação dos fiéis na Igreja Católica alemã. 
Segundo Dom Rudolf, os números são tão desastrosos quanto os da igreja luterana. Sublinhou também que todos os “remédios” aplicados fracassaram. Tais remédios procuraram relativizar a moral e a fé da Igreja “liberando-a” de dogmas supostamente opressivos, disse o bispo, segundo o blog “In Caelo”
Para o Bispo de Regensburg, os números mostram que a fé está se evaporando na Igreja Católica alemã. Esses números são tão depressivos que deveriam produzir um sobressalto e um reerguimento. Mas, de fato, isso não está acontecendo. 
O índice dos que abandonam a Igreja modernizada no período pós-conciliar é “desconcertantemente alto”, disse o bispo. Desde 2015, a queda foi de aproximadamente 11%, tendo ocorrido integralmente sob o pontificado do Papa Francisco. 
Em Hamburgo e Berlim o número dos católicos cresceu em virtude de conversões de estrangeiros, muitos dos quais abandonaram o Islã e pediram o batismo. 
Por isso os batismos cresceram ligeiramente, em nível nacional. Mas os casamentos caíram, mesmo com a banalização das declarações de nulidade prescritas pelo Vaticano para favorecer novos casamentos. 
Dom Rudolf relembrou as propostas que há tempo vêm sendo feitas para “solucionar” essa crise. Todas elas insistem em remover os “dogmas conservadores”: abolir o celibato eclesiástico; instalar a igualdade radical entre homens e mulheres, incluindo o sacerdócio feminino; conceder o casamento igualitário para homossexuais e lésbicas; Comunhão para qualquer um, etc., etc. 
Tudo isso já foi feito pelos luteranos – prosseguiu o bispo –, e vejam as estatísticas: um número maior de seguidores abandona a igreja luterana que a católica! 
Isso não está sendo dito ao público talvez para não revelar a inconsistência e o absurdo das propostas do modernismo que grassam na Igreja.
Papa Francisco foi a Lund, Suécia, para abrir os festejos
pelos 500 anos da revolta de Lutero. O gesto caiu no vazio
Ninguém – acrescentou – a pode levar a sério o exemplo da igreja luterana. Não podemos cometer os mesmos erros! 
E sublinhou que o problema não é a falta de padres, mas de fé. 
O Bispo de Regensburg apresentou o exemplo da mística Santa Ana Schäffer, que os romeiros foram venerar. E apontou a necessidade de se levar impressos no coração a imagem e o destino da Igreja. 
Em lugar de ficar mudando continuamente as estruturas da Igreja, especialmente em matéria de Sacramentos, de ficar diluindo o Evangelho e apresentado uma imagem light de Jesus, temos que saturar a sociedade com o espírito da Cruz – acrescentou –, e em toda a sua radicalidade moral e sobrenatural. 
As palavras do bispo tinham uma candente aplicação na Alemanha. 
Seguindo o exemplo do Papa Francisco e estimuladas por congregações vaticanas responsáveis pelo ecumenismo, organizações católicas eclesiásticas e civis se lançaram numa incompreensível campanha de reabilitação da memória do heresiarca Martinho Lutero no 500º aniversário de sua revolta. 
Para ridículo dessa campanha, os próprios luteranos alemães manifestam um desinteresse recorde pelo fautor de seus erros. 
A aliança de infindas igrejolas que se remetem ao heresiarca planejou dez meses de eventos. Mas os seguidores luteranos não estão comparecendo! 
Os organizadores investiram milhões em publicidade: 50 milhões de euros em Wittenberg; 100 milhões na Saxônia-Anhalt; o governo federal mais 40 milhões. No total, segundo o “Frankfurt Allgemeine Zeitung”, citado pelo site In Terris, foi gasto meio bilhão de euros.  
E as contas exibem um carregado vermelho. Aguardava-se uma multidão para a mostra sobre a Reforma organizada no Museu Martin Gropius Bau, de Berlim, mas estiveram presentes só 30 mil turistas, um recorde desastroso para o museu da capital. 
Em Wittenberg, cidade símbolo de Lutero, aguardava-se meio milhão de “fiéis”, mas até junho havia comparecido menos de 40 mil, um colossal erro de cálculo. A grande concentração religiosa do Kirchentag em Berlim previa 140 mil “fiéis”, mas houve uma terça parte a menos. 
O Jubileu do heresiarca devia servir para lançar o turismo na Saxônia e na Turíngia. Em Leipzig, por exemplo, se aguardavam 50 mil visitantes, mas só compareceram sete mil. 
O teólogo protestante Friedrich Wilhelm Graf registrou “o fracasso do Jubileu como prova da crise do protestantismo na Alemanha”. 
Lutero repeliu, como se fosse culto ao diabo, a veneração das imagens de Nosso Senhor, de Nossa Senhora e dos santos. 
Então, para que seus seguidores haveriam de venerar àquele que se comparava com um vaso sanitário cheio, sobre o qual Jesus teria posto um tampo para abafar o mau cheiro?  
Papa Francisco recebe luteranos
no Vaticano com estátua de Lutero
feroz inimigo das imagens religiosas!
Outro fiasco monumental.
A quem serve o relativismo "ecumênico"?
E o mais incrível é que o mau cheiro persiste na forma de ódio à Igreja Católica, Pedro Tarquis, um dos membros evangélicos do comitê que preparou a comemoração dos 500 anos da Revolta protestante na Espanha, declarou em entrevista ao site progressista e “ecumênico” Religión Digital que “se Lutero for reabilitado, o Papa deixaria de existir enquanto tal”, noticiou “Infocatólica”. 
Ele elogiou tudo o que o Papa Francisco está fazendo para efetivar essa reabilitação e mudar a estrutura da Igreja Católica. 
Mas o líder protestante deplorou que “90% dos evangélicos protestantes no mundo inteiro são absolutamente contrários” ao amálgama religioso que o Papa Francisco visa fazer mancomunado com alguns chefes protestantes. 
Do que serve então todo esse sorridente “ecumenismo” com um protestantismo que se finge sorridente, mas que no fundo acalenta o velho ódio? 
Não serve nem para os protestantes, que recusam essa convergência, uma mistura confusa de fórmulas relativistas e de cultos ambíguos. 
A quem serve então? 
O certo é que o desfazimento das religiões ora em andamento cria o caldo de cultivo fétido dentro do qual um Anticristo ou uma prefigura dele poderá emergir, surgido das profundezas de onde estaria sendo preparado.

2 comentários:

  1. Na realidade o anti- Cristo já veio na forma dos falsos papas conciliares,papas da morte de Deus. Este senhor Bispo fala como se a "Igreja "que vemos fosse a Santa Madre Igreja, mas não - É A MAÇONARIA INTERNACIONAL,QUE COMO PREFIGUROU MONSENHOR DELASSUS, EDIFICOU SEU NOVO IMPÉRIO SOBRE AS RUÍNAS DA FACE HUMANA DO CORPO MÍSTICO.
    Alberto Carlos Rosa Ferreira das Neves Cabral - Lisboa

    ResponderExcluir
  2. Não posso crer que um Bispo disse isso! Deus seja louvado pelos Bispos e Sacerdotes que estão acordando. Viva Cristo rei!

    ResponderExcluir

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentários anônimos sem que contenha a identificação do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católicas, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem,cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos.