Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

"Roma perderá a Fé e se tornará a sede do Anticristo"

Nossa Senhora em La Salette

Attende Domine, et miserere, quia peccavimus tibi.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Quarta-feira das Têmporas do Advento - Jejum e abstinência

“Roráte, coeli, désuper, et nubes pluant iustum: aperiátur terra, et gérminet Salvatórem


Simples – Param. roxos
Estação em Santa Maria Maior
Na Idade Média a Missa de hoje era chamada “Missa Aurea da Bem-Aventurada Virgem Maria” e era considerada de particular eficácia para as necessidades da alma e do corpo. A função revestia-se de grande solenidade; nos mosteiros, todos dela participavam, até mesmos enfermos. A leitura do Santo Evangelho era feita do púlpito, entre luzes de círios, por um Sacerdote paramentado de branco e com uma palma na mão. De regra fazia-se também a homilia.
O objeto da liturgia de hoje é o mistério da Encarnação, profetizado por Isaías sete séculos antes (II lição). A Encarnação é o sublime e solene momento em que o Verbo eterno baixou do céu para unir-se à natureza humano no seio de Maria (Ev.).
Jesus, na Comunhão, torna-se realmente o nosso Emanuel, isto é o sublime “Deus conosco” (Com.). Façamos por que o Esposo divino encontre em nosso coração as disposições de Maria: a pureza e a humildade. Desta maneira, viveremos a Encarnação na sua realidade, como uma perene “renovação” de nós mesmos, até nos tornarmos outros Jesus (Pós-com.).
A ocorrência das Têmporas relembra a necessidade do jejum, fonte de saúde espiritual e corporal, da oração frequente e fervorosa, também para obter santos Sacerdotes nas próximas ordenações do Sábado das Têmporas.
Introitus: Is 45:8.
Roráte, coeli, désuper, et nubes pluant iustum: aperiátur terra, et gérminet Salvatórem
Ps 18:2.
Coeli enárrant glóriam Dei: et ópera mánuum eius annúntiat firmaméntum.
V. Glória Patri, et Fílio, et Spirítui Sancto.
R. Sicut erat in princípio, et nunc, et semper, et in saecula saeculórum. Amen
Roráte, coeli, désuper, et nubes pluant iustum: aperiátur terra, et gérminet Salvatórem
Oratio 
Orémus.
V. Flectámus génua.
R. Leváte.
Præsta, quǽsumus, omnípotens Deus: ut redemptiónis nostræ ventúra sollémnitas et præséntis nobis vitæ subsídia cónferat, et ætérnæ beatitúdinis praemia largiátur.
Per Dominum nostrum Iesum Christum, Filium tuum: qui tecum vivit et regnat in unitate Spiritus Sancti Deus, per omnia saecula saeculorum. 
R. Amen.
Lectio Isaíæ Prophétæ: Is 2:2-5.
Graduale: Ps 23:7; 23:3; 23:4
Tóllite portas, principes, vestras: et elevámini, portæ æternáles: et introíbit Rex glóriæ,
V. Quis ascéndet in montem Dómini? aut quis stabit in loco sancto eius Innocens mánibus et mundo corde.
Oratio 
V. Dóminus vobíscum.
R. Et cum spiritu tuo.
Orémus.
Festína, quǽsumus, Dómine, ne tardáveris, et auxílium nobis supérnæ virtútis impénde: ut advéntus tui consolatiónibus sublevéntur, qui in tua pietáte confídunt:
Qui vivis et regnas cum Deo Patre, in unitate Spiritus Sancti, Deus, per omnia saecula saeculorum. 
R. Amen.
Lectio Isaíæ Prophétæ: Is 7:10-15
Graduale: Ps 144:18; 144:21
Prope est Dóminus ómnibus invocántibus eum: ómnibus qui ínvocant eum in veritáte.
V. Laudem Dómini loquétur os meum: et benedícat omnis caro nomen sanctum eius.
Evangelium: Luc 1:26-38
Offertorium 
V. Dóminus vobíscum. 
R. Et cum spíritu tuo. 
Orémus: Is 35:4.
Confortámini, et iam nolite timére: ecce enim, Deus noster retríbuet iudícium: ipse véniet, et salvos nos fáciet.
Communio: Is 7:14
Ecce, Virgo concípiet et páriet fílium: et vocábitur nomen eius Emmánuel.
Postcommunio 
S. Dóminus vobíscum.
R. Et cum spíritu tuo.
Orémus.
Salutáris tui, Dómine, munere satiáti, súpplices deprecámur: ut, cuius lætámur gustu, renovémur efféctu.
Per Dominum nostrum Iesum Christum, Filium tuum: qui tecum vivit et regnat in unitate Spiritus Sancti Deus, per omnia saecula saeculorum. 
R. Amen.

Missal Romano Quotidiano – Latim/Português – Edições Paulinas 1959

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentários anônimos sem que contenha a identificação do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católicas, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem,cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos.