Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

sexta-feira, 16 de março de 2018

O poder da Palavra de Deus


“A Verdade da Palavra de Deus não é trocável, não é adaptável às necessidades dos homens”


Padre Juan Manuel Rodrigues de la Rosa


Vai-te, Satanás, porque está escrito: O Senhor teu Deus adorarás, e a ele só servirás. Mt. 4,10

Poder da Palavra de Deus
Queridos irmãos, Satanás foi vencido pelo poder das Sagradas Escrituras. Nosso Senhor Jesus Cristo esconde sua divindade, e só com o Poder de sua Palavra, ou, da Escritura, derrota o tentador. Isso reflete as intenções do Senhor no deserto. Aqui temos um grande ensinamento de Jesus, o poder de Sua Palavra. São Pedro (1 Pedro 5,8) nos adverte: Sede sóbrios e vigiai, porque o demônio, vosso adversário, anda ao redor, como um leão que ruge, buscando a quem devorar; isto é para nos colocarmos em alerta contra os espíritos infernais, que, embora invisíveis, não são menos perigosos e nem menos reais. Eles são os anjos do demônio que prepararam o fogo para os malditos que ignoraram a Palavra de Deus (Mt 25, 41).
Há muitas pessoas que, com ingenuidade, imprudência ou pura maldade, pensam que podem mudar ou “reinterpretar” a Palavra de Deus, sem que nada aconteça? Quem verdadeiramente pensa neste mundo de mistérios e real dos anjos do inferno? São tentadores incessantes, como fizeram com o Nosso Senhor. Não creem na palavra de Deus, não obedecem às Sagradas Escrituras, mudando o seu significado por pura conveniência, facilmente cedem às vontades de Satanás. Quem não é fiel aos ensinamentos das Escrituras Sagradas não tem o poder da Palavra de Deus contra o maligno, e ao ser tentado perde o favor de Deus, e do mal só encontra a mentira em seus lábios.

Derrotamos o “príncipe deste mundo” com a força da Palavra de Deus: As palavras que eu vos digo, não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, esse é que faz as obras (Jo 14,10). E a obediência a Palavra divina nos fortalece na fé e nos santifica: Vós já estais puros em virtude da palavra que vos anunciei (Jo 15,3).

Não cometerás adultério. Aqui está a força da Palavra Divina, a força que vence o maligno, é a força da verdade de Deus, que nos redime do pecado e nos abre as portas da salvação eterna. Não pode ser o Magistério – ensinamento da Igreja – oposto a Verdade. As autoridades de Pedro e Paulo nos diz. O martírio de São João Batista nos diz. Nos disse os papas anteriores do atual. A tradição imutável da Igreja nos diz. Nos disse Nossa Mãe Santíssima, modelo e exemplo de fidelidade à Palavra de Deus.

A Verdade da Palavra de Deus não é trocável, não é adaptável às necessidades dos homens; o pecado do adultério, pelo qual os pecadores não podem receber a Sagrada Comunhão, não pode ser alterado pelo homem, nem por nenhuma autoridade eclesiástica. Não existe nenhum atalho aos Mandamentos da Lei de Deus, nenhum “caminho alternativo”. Deus dá graça suficiente para que todas as almas possam cumprir perfeitamente os Seus Mandamentos. Deus é quem julgará, não o homem. É por isso que permitir que casais adúlteros recebam a Sagrada Comunhão é suplantar o julgamento de Deus.

Desobedecer a Palavra de Deus é desobedecer ao próprio Deus. Subjugar a Palavra de Deus e aos seus Mandamentos é de uma gravidade sem explicação, uma imprudência terrível com trágicas consequências para a salvação das almas. Não estamos confrontando o dever de obediência, mas ao dilema de escolha em seguir à Palavra de Deus, ou ceder às tentações, com as consequências eternas para as nossas almas.

Ave Maria Puríssima

Padre Juan Manuel Rodrigues de la Rosa

Tradução: Blog Salve Regina!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentários anônimos sem que contenha a identificação do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católicas, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem,cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos.