Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

quinta-feira, 3 de maio de 2018

3 de maio - Invenção da Santa Cruz

"Nós devemos orgulhar-nos na cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, no qual está a nossa salvação, vida e ressurreição".

Duplo de I classe - Param. vermelhos

A data de 3 de maio recorda a recuperação da Cruz, sob o Imperador Heráclico, e sua entrega, pelo ano de 629,  Zacarias, Patriarca de Jerusalém, donde, alguns anos antes, os Persas tinham-na roubado. A festa foi acolhida nas diversas liturgias ocidentais. No Oriente, pelo contrário, ficou apenas a solenidade da Exaltação da Santa Cruz, ocasião em que, como lembrança da descoberta do sagrado Madeiro, era ele mesmo mostrado solenemente ao povo. Depois confundiu-se o objeto das duas festas: a recuperação da Cruz foi identificada com a Exaltação e a festa de 3 de maio foi consagrada a celebrar o reencontro (Cfr. festa de 14 de setembro).

A Cruz sobre a qual morreu o Salvador, tinha sido encontrada sobre o Calvário sob um montão de ruínas, sobre as quais, foi erguido um tempo em honra de Vênus. Santa Helena, fazendo proceder as escavações, encontrou três cruzes. Para saber qual delas era a de Jesus, fez tocar em cada uma dela uma enferma, que sarou somente ao contato com a terceira (Or.), reconhecida assim como a verdadeira Cruz de Jesus Cristo.

A Cruz foi o instrumento da glória e da exaltação de Jesus sobre todas as criaturas (Ep.), o centro de atração das almas (Ev.) e o trono de seu reino (Al.). O cristão deve pois, gloriar-se na Cruz, da qual recebe vida e a salvação (Intr., Pós-com.). A Cruz é a causa da sua ressurreição à vida da graça (Of.) e sua proteção contra as insídias dos inimigos (Secr., Com.). O cristão deve também amar a cruz cotidiana, que Cristo manda a cada pessoa, para torna-la mais semelhante a Ele.

Missal Romano Cotidiano - Latim/Português - Edições Paulinas/1959


2 comentários:

  1. Gostei do artigo. Mas por que o título é Invenção? Dá a entender lá no G+ que é mais um artigo contra a cruz e a fé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve Maria! Para esclarecer a palavra invenção não alude somente ao ato de criar algo mas também de descobrir alguma coisa, achar etc. O termo está conforme o publicado nos missais e como é utilizado na Igreja.

      Excluir

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentários anônimos sem que contenha a identificação do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católicas, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem,cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos.