Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Cardeal Sarah: A ordenação de Viri Probati é uma "violação da tradição apostólica

De fato, o sacerdote não é um "alter Christus" [outro Cristo], mas que é um verdadeiramente "ipse Christus", O próprio Cristo! Por tanto, o sacerdote que na igreja segue a Cristo sempre será um sinal de contradição!


Por One Peter Five
Adelante La Fe

Estamos a testemunhar alguns cardeais conservadores fortaleceram suas resistências contra a agenda progressistas que age dentro da Igreja. Há alguns dias o cardeal Gerhard Müller chamo o conceito "homofobia" de um "instrumento de domínio totalitário"; o cardeal Walter Brandmüller acaba de chamar de "hereges" que insiste no assunto das sacerdotisas e que são "excomungados"(Trataremos sobre está declaração posteriormente).

E agora o cardeal Robert Sarah, prefeito para a Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos. Em sua homilia do Domingo de Pentecostes, discutiu o assunto da ordenação de viri probati (homens casados), advertindo contra tal e acrescentando que é uma "violação da Tradição Apostólica".

Segundo noticiado na página da internet do site católico austríaco Kath.net, o cardeal Sarah celebrou uma Missa Pontifical no fim de uma peregrinação à Chartres, França. Dizendo em sua homilia:
"Queridos irmãos no sacerdócio, conservem sempre está certeza: Estar unido a Cristo na cruz, porque o celibato sacerdotal da testemunho disto ao mundo! O plano, que muitas pessoas tem arquitetado, para separar o celibato do sacerdócio administrando o Sacramento da Ordem a homens casados ("viri probrati") - por "por razões pastorais ou de extrema necessidade", como é dito - conduz a graves consequências e uma ruptura definitiva com a Tradição Apostólica. Estabeleceriam um sacerdócio segundo os critérios humanos, não continuando o sacerdócio de Cristo: obediente, pobre e casto. De fato, o sacerdote não é um "alter Christus" [outro Cristo], mas que é um verdadeiramente "ipse Christus", O próprio Cristo! Por tanto, o sacerdote que na igreja segue a Cristo sempre será um sinal de contradição!

Com estas palavras, o cardeal Sarah já demonstrou um forte sinal de resistência contra a possível ordenação de homens casados na região amazônica, como os prelados católicos, entre os quais o cardeal Beniamino Stella, já indicaram a possibilidade em futuro próximo.

Também, já indicou o cardeal Sarah, ser contrário ao estabelecimento de uma forma qualquer de intercomunhão na Igreja Católica. Recentemente escreveu ao prefaciar um livro:
A intercomunhão não está permitida entre católicos e não católicos. Deve confessar a Fé Católica. Um não católico não pode receber a Comunhão. Isso é muito, muito claro. Não é uma questão de seguir a sua consciência.

O cardeal Sarah logo acrescentou:
Não é um desejo pessoal ou um diálogo pessoal com Jesus o que determina se pode receber a comunhão na Igreja Católica. Como pode saber que o Senhor realmente tenha dito: "Vem e receba o Meu Corpo"?. Não. Uma pessoa não pode decidir se pode receber a comunhão. Ele tem que seguir o regulamento da Igreja: quer dizer, ser católico, estar em estado de graça, estar corretamente casado (sim está casado).

Estas recentes e esclarecedoras declarações provenientes de prelados do alto escalão são muito necessárias, especialmente a luz de uma continua demolição da fé católica sobre o pontificado do papa Francisco. O Papa acaba de causar outro abalo ao ter dito a um homossexual que "Deus te fez assim e te ama assim mesmo e não me interessa".

Fonte: https://adelantelafe.com/cardenal-sarah-la-ordenacion-de-viri-probati-es-un-violacion-a-la-tradicion-apostolica/

Tradução para o espanhol: Rocío Salas - Adelante La Fe
Artigo original
Tradução: Blog Salve Regina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentários anônimos sem que contenha a identificação do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católicas, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem,cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos.