Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

21/10/2021

A Missa do Papa Pio XII


"Curvando-se profundamente e colocando a sua alma em cada palavra, recita mentalmente o Confiteor." 
Às sete horas, Pio XII dirige-se à capela; ajoelha-se no grande genuflexório, onde a sua figura aparece ainda mais esbelta, e prepara-se para o Sacrifício Divino. Dirige-se, então, ao altar e veste os paramentos sagrados. Pronuncia tão claramente as orações do rito que cada sílaba é facilmente compreendida e, ao mesmo tempo, não é dita demasiadamente forte a ponto de incomodar. Iniciam as orações do Introitus. Curvando-se profundamente e colocando a sua alma em cada palavra, recita mentalmente o Confiteor

Abre os braços, levanta os olhos e o rosto em direcção ao grande Crucifixo de marfim, particularmente adequado para Pio XII. In medio Ecclesiae aperuit os eius: et implevit eum. A Epístola, o Gradual, o Evangelho adquiriam, pronunciados pelo Santo Padre, uma especial solenidade. Sursum corda! Segue-se o Prefácio. Pode isto ser recitado de maneira mais bela e comovente? Depois, um momento de silêncio.      

O Santo Padre recorda todos aqueles que se confiaram a ele e contam com a sua oração: reza por todos os seus filhos espalhados pelo vasto mundo. Um dia, perguntei-lhe porquê que o seu Memento durava sempre tanto tempo. Respondeu-me: «Pedem-me continuamente orações: o Sacrifício Divino é, precisamente, o momento em que o Pai Eterno não pode recusar nada e eu uso-o da melhor maneira possível». 

A Missa aproxima-se do ponto culminante: rezando com seráfico fervor e com grande paixão, o Santo Padre pronuncia as palavras da Consagração tão lentamente, mas também tão pausadamente, tão ardentes de fé e ricas de amor, que todos os presentes são como que arrastados no sagrado prodígio. Da Cruz, o Eterno Sacerdote olha para o Seu Vigário e concede-lhe o que ele lhe apresenta com fervorosa oração. Novamente, uma longa pausa. Mesmo os entes queridos falecidos não são esquecidos. A Sagrada Comunhão é o momento da união mais íntima com Aquele a quem ele é chamado a imitar e representar na Terra.        

De seguida, os braços abrem-se mais uma vez num amplo abraço voltado para o Crucifixo e a bênção do Vigário de Cristo desce não apenas sobre os presentes, mas sobre o mundo inteiro.           

Pascalina Lehnert, in Pio XII. Il privilegio di servirlo

Fonte: https://www.diesirae.pt/2020/07/a-missa-do-papa-pio-xii.html?m=1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentarios sem a identificação do autor ou caso seja enviado sem a origem, só será aceito se, no corpo do texto, houver o nome completo do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católica, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem, cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos. Reservo o direito de publicar os comentários que julgar pertinente.