Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

Nota do blog Salve Regina: “Nós aderimos de todo o coração e com toda a nossa alma à Roma católica, guardiã da fé católica e das tradições necessárias para a manutenção dessa fé, à Roma eterna, mestra de sabedoria e de verdade. Pelo contrário, negamo-nos e sempre nos temos negado a seguir a Roma de tendência neomodernista e neoprotestante que se manifestou claramente no Concílio Vaticano II, e depois do Concílio em todas as reformas que dele surgiram.” Mons. Marcel Lefebvre

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

“O conteúdo das publicações, são de inteira responsabilidade de seus autores indicados nas matérias ou nas citações das referidas fontes de origem, não significando a inteira adesão das ideias expressas, pelos administradores do blog.”

17/11/2021

Filme antigo mas atual

"No lugar da liturgia fruto de um desenvolvimento contínuo foi colocada uma liturgia fabricada - Papa Bento XVI"

Um filme antigo mas atual, assim podemos classificar o filme The Catholics, sem versão em português, baseado na obra de ficção homônima do escritor norte irlandes Brian Moore, que também escreveu o roteiro do filme para a televisão, o livro foi publicado pela primeira vez em 1972 e o filme exibido na TV em 1973 com Martin Sheen e Trevor Howard como principais interpretes.

Passado em uma ilha ao largo da costa da Irlanda do Norte e hambientando o final do século XX, após um fictício concílio do Vaticano IV, o filme possui, porém, notas do Concilio do Vaticano II, encerrado a menos de 10 anos do lançamento do livro e cerca de 3 anos da deforma litúrgica de Montini, que pretendia substituir a Santa Missa por um culto ao homem, movimento que tomou mais força na atualidade com o papa Francisco I e, no filme, bem abordado pelo autor. 

A história gira em torno de um antigo mosteiro onde monges celebram a Missa no Rito Tradicional e seguem uma vida voltada para as regras originais de sua ordem, ou seja, uma vida monástica verdadeiramente católica, e após uma emissora de TV dos Estados Unidos realizar uma entrevista mostrando a celebração no rito antigo, pelegrinos do mundo todo chegam à ilha para assistirem a Missa Tradicional.

Roma, ciente do acontecido, envia um "sacerdote" cuja missão é extinguir a celebração tradicional impondo a montiniana, reordenar os monges acabando com a vida contemplativa, redefinindo a fé, extinguir com a crença em Deus, aplicar novas diretrizes pastorais e novos "dogmas", ou seja, destruir tudo o que é católico, justamente como hoje é feito, imposto pelo papa, bispos, sínodos, ONU, etc.

O interventor, que é um retrato do clero da religião conciliar, não usa batina, pratica yoga,  desconhece a Missa como Sacrifício, não acredita em Deus e na Transubstanciação, negação da Dinvidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, tudo como o clero de hoje.

O enredo é atual, mas também nos move a uma visão dos acontecimentos no período imediatamente após a imposição do NOM, pelo papa Paulo VI, iniciando a primeira perseguição aos católicos.

Tanto o livro como o filme foi considerado herético, não há informações sobre quem fez a declaração, mas, quanto ao livro não posso opinar, em relação ao filme, não é mais herético do que as missas novas, que os documentos do CVII e dos papas pós-conciliares, dos bispos, das entrevistas, dos sínodos, dos discursos, dos livros e publicações de "padres" ou que são vendidos e editados por livrarias e editoras outroras católicas.

Há erros no filme, mas podemos desconsiderar, afinal não é um tratado e seu autor não é um erudito ou especialista em assuntos da Igreja.

Não há ou não localizei uma versão dublada ou legendada em português é necessário habilitar as legendas no youtube.

É interessante assistir-lo,  quanto ao final... segue link

Bom filme.

Caso não consigam acessar pelo link, busquem o canal MISSA TRIDENTINA RJ NS DA LAMPADOSSA no youtube.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentarios sem a identificação do autor ou caso seja enviado sem a origem, só será aceito se, no corpo do texto, houver o nome completo do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católica, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem, cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos. Reservo o direito de publicar os comentários que julgar pertinente.