Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

Nota do blog Salve Regina: “Nós aderimos de todo o coração e com toda a nossa alma à Roma católica, guardiã da fé católica e das tradições necessárias para a manutenção dessa fé, à Roma eterna, mestra de sabedoria e de verdade. Pelo contrário, negamo-nos e sempre nos temos negado a seguir a Roma de tendência neomodernista e neoprotestante que se manifestou claramente no Concílio Vaticano II, e depois do Concílio em todas as reformas que dele surgiram.” Mons. Marcel Lefebvre

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

“O conteúdo das publicações são de inteira responsabilidade de seus autores indicados nas matérias ou nas citações das referidas fontes de origem, não significando, pelos administradores do blog, a inteira adesão das ideias expressas.”

19/03/2021

Combater a COVID causando outros males?


"A ciência é um tipo de conhecimento gerado pelo ser humano, e o cientista pode ser tão ideólogo e tendencioso quanto qualquer outro ser humano."


Paulo Roberto Oliveira dos Santos

Vários poderiam ser os títulos deste texto, tendo em vista a quantidade de assuntos que serão mencionados, apesar de todos serem convergentes. Este texto podia ser chamado: Reflexões sobre a COVID, ou O vírus da tirania, ou COVID e a evidente derrocada da democracia, ou COVID e a anticiência. Mas a reflexão que queremos propor diz respeito a diversos males causados sob o pretexto de combater a COVID-19, o que inclui os tópicos que poderiam intitular este texto.

Para tentar combater a COVID, diversos males estão sendo causados, como a ansiedade (e talvez outros problemas psicológicos), a dificuldade de se tratar várias outras doenças, igualmente ou mais graves que a COVID, a falência das economias e a dificuldade ou impossibilidade de as pessoas buscarem seu sustento, a grande margem para uma convulsão social de elevadas proporções. O remédio deve ser pior que a doença que pretende tratar?

Muito tem se falado da ciência, que vem sendo aclamado como uma espécie de divindade. Contudo, a ciência é um tipo de conhecimento gerado pelo ser humano, e o cientista pode ser tão ideólogo e tendencioso quanto qualquer outro ser humano. Ademais, o conhecimento científico não é o único tipo de conhecimento legítimo e nem o mais elevado. E ainda assim, diversas medidas carecem de cientificidade, como o próprio lockdown. Ora, qual pesquisa comprova uma relação de causalidade intrínseca entre o lockdown e a redução dos casos de COVID? Não vale dizer que houve redução em um período de lockdown, isso não prova que a redução foi causada pelo lockdown. Cadê a pesquisa publicada, após aprovação pelos pares, que comprova a relação de causalidade intrínseca entre o lockdown e a redução dos casos? Qual metodologia foi utilizada? A amostragem foi adequada?

Os brasileiros acompanham o braço tirânico do Estado se estendendo a toda sociedade, evidenciando um Leviatã à brasileira. O Estado diz que horas você pode sair na rua, que tipos de produto os comerciantes podem vender, o que é e não é essencial; dizendo-se soberana, a instituição política que conhecemos como Estado, acata recomendações da OMS como se fossem imposições, e terminam justamente por impor suas vontades ao povo.

Aqueles que foram eleitos dizendo representar o povo, especialmente os integrantes do poder legislativo, a quem compete elaborar leis e fiscalizar as ações do executivo, se curvam às medidas autoritárias deste, que por sua vez, se curvam às medidas autoritárias de integrantes do poder judiciário, que não receberam um voto do povo. Os brasileiros veem a usurpação das prerrogativas institucionais das diferentes instâncias de poder da administração pública e a conivência das pessoas que ocupam os cargos das referidas instâncias da administração pública.

O povo não tem conseguido trabalhar, gerando riquezas para pagar suas contas, alimentar suas famílias, pagar seus impostos; entretanto, pouco está sendo feito no sentido de reduzir impostos, ou até mesmo suspender alguns; as regalias que que tiranos da administração pública possuem são pagas com o dinheiro dos impostos pagos justamente pela riqueza gerada através do trabalho, mas se não está sendo possível o exercício do trabalho, estes tiranos não deveriam propor, em primeiro lugar, o corte de seus salários, de suas regalias, até mesmo para comprar vacinas e ampliar leitos de UTI nos hospitais?

Por fim, absorvendo a sociedade e as demais instituições que a integram, a instituição política chamada Estado, em ato de ingerência na religião, manda fechar igrejas. Mas este não é o pior, e sim, a subserviência das lideranças eclesiásticas católicas a tais atos, impedindo o acesso do povo aos sacramentos, e à assistência religiosa – ao menos do povo que busca tais coisas. Entretanto, esta é apenas mais uma evidência da decadência religiosa do nosso tempo, algo cuja origem remonta a séculos, mas que se expressa de forma inequívoca na atualidade. Verifica-se o desespero em que muitas pessoas se encontram, e de quantas coisas muitos estão dispostos a abrir mão, e quantos sacrifícios muitos são capazes de fazer para salvar suas vidas terrenas, mas não se percebe o medo de, morrendo, perecer nas chamas eternas do inferno, e nem se evidencia sacrifícios ou coisas das quais está-se disposto a fazer ou abrir mão para a salvação das almas.

Em algum grau, a COVID-19 escancarou vários problemas que já estavam presentes e desnudou contradições e hipocrisias de uma sociedade decadente, em escala global.

       

       

       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentarios sem a identificação do autor ou caso seja enviado sem a origem, só será aceito se, no corpo do texto, houver o nome completo do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católica, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem, cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos. Reservo o direito de publicar os comentários que julgar pertinente.