Seja por sempre e em todas partes conhecido, adorado, bendito, amado, servido e glorificado o diviníssimo Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria.

Pax Domini sit semper tecum

Item 4º do Juramento Anti-modernista São PIO X: "Eu sinceramente mantenho que a Doutrina da Fé nos foi trazida desde os Apóstolos pelos Padres ortodoxos com exatamente o mesmo significado e sempre com o mesmo propósito. Assim sendo, eu rejeito inteiramente a falsa representação herética de que os dogmas evoluem e se modificam de um significado para outro diferente do que a Igreja antes manteve. Condeno também todo erro segundo o qual, no lugar do divino Depósito que foi confiado à esposa de Cristo para que ela o guardasse, há apenas uma invenção filosófica ou produto de consciência humana que foi gradualmente desenvolvida pelo esforço humano e continuará a se desenvolver indefinidamente" - JURAMENTO ANTI-MODERNISTA

____

Eu conservo a MISSA TRADICIONAL, aquela que foi codificada, não fabricada, por São Pio V no século XVI, conforme um costume multissecular. Eu recuso, portanto, o ORDO MISSAE de Paulo VI”. - Declaração do Pe. Camel.

____

Ao negar a celebração da Missa Tradicional ou ao obstruir e a discriminar, comportam-se como um administrador infiel e caprichoso que, contrariamente às instruções do pai da casa - tem a despensa trancada ou como uma madrasta má que dá às crianças uma dose deficiente. É possível que esses clérigos tenham medo do grande poder da verdade que irradia da celebração da Missa Tradicional. Pode comparar-se a Missa Tradicional a um leão: soltem-no e ele defender-se-á sozinho”. - D. Athanasius Schneider

"Os inimigos declarados de Deus e da Igreja devem ser difamados tanto quanto se possa (desde que não se falte à verdade), sendo obra de caridade gritar: Eis o lobo!, quando está entre o rebanho, ou em qualquer lugar onde seja encontrado".- São Francisco de Sales

“E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos”. - Padre Amando Adriano Lochu

"MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses". - Padre Emmanuel

08/03/2021

Privilégios e corrupção: facetas do Brasil em tempos de COVID


"Paralelamente, vemos a imprensa, que de forma praticamente unânime, defender o lockdown e o isolamento"

Paulo Roberto Oliveira dos Santos

Novos decretos de lockdown, dentro outras medidas mais drásticas têm sido anunciadas no Brasil inteiro nos últimos dias, como tentativa de combater a COVID-19. O resultado é o impedimento do funcionamento do comércio em geral, com algumas poucas exceções, o que não necessariamente combate aglomerações, que podem ocorrer em bancos, lotéricas, farmácias, supermercados, transporte público. Mediante estes e outros fatores, há controvérsias sobre o lockdown como medida eficaz no combate ao vírus.

O que se evidencia é que alguns raros comerciantes que ousam abrir seus comércios são penalizados, e mesmo aqueles que estão funcionando com autorização são obrigados a agir, em certas circunstâncias, como se estivessem vendendo algum produto proibido, de alta periculosidade.

Entretanto, o objetivo principal deste texto não é questionar o lockdown como medida de contenção do vírus, mas chamar a atenção para a razão pela qual se decretam medidas extremas como estas, e isso ocorre, neste caso específico, para evitar um colapso no sistema de saúde. Mas isso deveria ser resolvido com o repasse feito pelo governo federal às prefeituras e estados para o investimento em UTIs. Alguns pode alegar que o dinheiro não era suficiente, mas há evidências de que ele tem sido sistematicamente desviado. E apesar das investigações e ações dos órgãos policiais, pouco se avançou em termos de punição para os culpados. A mesmo tempo, altos funcionários públicos estão chamando celular de quase 4 mil reais de esmolas, enquanto outros estão preocupados em perseguir, censurar e calar aqueles que lhes fazem oposição.

Mas se ainda assim o problema é dinheiro para investir em UTIs, vacinas e infraestrutura geral da saúde, porque sacrificar apenas o povo que precisa trabalhar? Porque não houveram medidas e propostas no sentido de cortar verbas de gabinetes e auxílios de altos funcionários públicos, de vereadores, deputados, senadores, prefeitos, governadores, presidente, secretários e ministros? Porque a população precisa pagar a conta sozinha? Porque os auxílios moradia, transporte, roupa e tantos outros ricos benefícios não foram cortados? Porque não houve drásticas redução de verbas de publicidade, verbas de gabinete? Não há dúvidas de que cortes como estes gerariam economia o suficiente para equipar hospitais com leitos de UTI e comprar vacinas. No mínimo, porque as tarifas de contas de energia e água não foram reduzidas para, no mínimo, aliviar um pouco o povo que tem enfrentado severas dificuldades para pagar suas contas? Enquanto o povo vive na penúria, com um salário mínimo para sobreviver, alguns um pouco mais, outros um pouco menos, funcionários públicos do alto escalão e, principalmente políticos, recebem ótimos salários e outros recursos. Não era hora de renunciar a isto e olhar para o povo? Estariam os representantes do povo muito ocupados com seus conchavos políticos para salvar seus mandatos ou garantir sua reeleição, ao mesmo tempo que ignoram o próprio povo que dizem representar?

Paralelamente, vemos a imprensa, que de forma praticamente unânime, defender o lockdown e o isolamento – em muitos casos, não seguidos por profissionais desta mesma imprensa. Invés disso, porque a imprensa não cobra que medidas como as apontadas acima sejam tomadas? Isso faria com que ela se colocasse contra o lockdown? Colocar-se contra o lockdown faria com que a imprensa se alinhasse ao discurso de um seu adversário, desafeto?

Estas breves observações, bem como várias outras ponderações que poderiam ser feitas indicam que a chegada da COVID-19 evidenciou o roubo do dinheiro público, a indiferença de quem deveria combater esse roubo, o interesse dos ocupantes de cargos eletivos em manter-se no poder, independentemente de cor partidária ou viés ideológico.

Que Nossa Senhora interceda por nós, junto a Nosso Senhor Jesus Cristo, para que em meio a este vale de lágrimas, possamos oferecer sacrifícios e fazer penitência, para que, pela graça do mesmo Cristo, possamos alcançar a salvação de nossas almas. E que pela graça o mesmo Senhor Jesus e pela preciosa intercessão de Sua Santíssima Mãe, esta praga possa ser extirpada de nosso meio o quanto antes, mas não sem antes nos punir pelos nossos pecados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Antes de fazer seu comentário, leia: Todo comentário é moderado. Não serão permitidos comentarios sem a identificação do autor ou caso seja enviado sem a origem, só será aceito se, no corpo do texto, houver o nome completo do autor. Comentários ofensivos contra a Santa Madre Igreja não serão aceitos. Comentários de hereges, de pessoas que se dizem ateus, infiéis, de comunistas só serão aceitos se estiverem buscando a conversão e a fuga do erro. De pessoas que defendem doutrinas contra a Verdade revelada, a moral católica, apoio a grupos ou idéias que ferem, denigrem, agridem, cometem sacrilégios a Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, a Mãe de Deus, seus Anjos, Santos, ao clero, as instituições católicas também não serão aceitos. Reservo o direito de publicar os comentários que julgar pertinente.